Furacão Ingrid e tempestade Manuel provocam 12 mortes no México

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Furacão e tempestade devem atingir solo mexicano na segunda, mas já provocam enchentes e deslizamentos

Enchentes e deslizamentos provocados pelo furacão Ingrid e pela tempestade tropical Manuel deixaram ao menos 12 mortos no México, e provocaram o esvaziamento de milhares de casas mesmo antes dos sistemas atingirem o solo das costas leste e oeste do país.

Maio: Tempestade tropical Bárbara ameaça costa do México

AP
Cidade de Acapulco, no México, é atingida pelos reflexos da tempestade Manuel


Em 2012: Furacão Sandy causa estragos em cidades da costa leste dos EUA

No Estado de Guerrero, as chuvas causadas pela tempestade Manuel resultaram na morte de seis pessoas quando uma caminhonete perdeu o controle em uma rodovia em direção ao ponto turístico de Acapulco. Outras cinco morreram em deslizamentos nos Estados de Guerrero e Puebla, enquanto a queda de uma barreira matou outra pessoa em Acapulco.

O Centro Nacional de Furacões dos EUA em Miami disse que o Ingrid, segundo furacão da temporada no Atlântico, poderia alcançar o solo mexicano na manhã de segunda-feira, após unir forças com as águas quentes do Golfo do México, com ventos de até 140 km/h.

NYT: Oito anos após Katrina, vítima tenta vencer burocracia para reconstruir casa

Manuel, com ventos máximos de 120 km/h, estava a cerca de 120 quilômetros da costa do Pacífico perto da cidade portuária de Lázaro Cardenas neste domingo. A tempestade deve chegar ao solo mexicano dentro de algumas horas.

O governo mexicano fez um alerta de furacão na noite de sábado para a costa do Pacífico de Lázaro Cardenas a Manzanillo. 

Em Tamaulipas, Estado do norte, onde o furacão Ingrid é esperado, o governo disse em comunicado que as festividades do dia da independência, comemorado neste domingo, estavam canceladas em Tampico, Madero e Altamiro. 

Autoridades no Estado de Veracruz começaram a esvaziar casas na costa na noite de sexta-feira, e autoridades de proteção civil disseram que mais de 5,3 mil pessoas estavam sendo transferidas para locais mais seguros. Dessas, cerca de 3,5 mil estavam abrigadas em abrigos, enquanto o restante ficou na casa de familiares e amigos. 

Com AP

Leia tudo sobre: méxicofuracãotempestademanuelingridtempestade manuelfuracão ingrid

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas