Turquia reforça tropas e armas na fronteira com a Síria

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Primeiro-ministro afirmou que o país estava pronto para tomar parte em qualquer coalização internacional contra o regime de Assad; Obama tenta construir apoio para ataque

Reuters

A Turquia reforçou suas defesas e implantou tropas adicionais em sua fronteira com o sudeste da Síria nos últimos dias, enquanto os Estados Unidos tentam construir apoio internacional para um ataque militar contra o país.

Assad: Presidente da Síria nega envolvimento em ataque químico

Mais: Ataque militar à Síria colocaria EUA e Al-Qaeda do mesmo lado em conflito

EUA: Obama pede ao Congresso que "não fique cego diante das imagens da Síria"

A razão para as medidas de segurança adicionais não ficaram claras, mas o primeiro-ministro Tayyip Erdogan disse repetidamente que a Turquia estava pronta para tomar parte em qualquer coalizão internacional contra a Síria.

AP
Soldado turco realiza patrulhamento em região de fronteira com a Síria

Ancara tem sido um dos maiores críticos do governo do presidente Bashar al-Assad e está apoiando abertamente os rebeldes que lutam para derrubar o líder sírio.

Perguntado no domingo se o papel da Turquia seria uma coalizão potencial contra a Síria, Erdogan disse: "Se seria como uma força de oposição ou fornecer forças para fornecer apoio logístico, tudo isso seria determinada pelas circunstâncias".

Infográfico 1: O que está em jogo para o Oriente Médio com a guerra síria

Infográfico 2: Saiba como EUA planejam ataque militar contra a Síria

O Congresso dos EUA deve debater esta semana se autoriza o uso da força depois que o presidente Barack Obama propôs ataques limitados sobre a Síria com o objetivo de punir o governo de Assad para o que Washington diz que foi o uso de armas químicas contra civis sírios.

Unidades de disparo automático utilizando mísseis Stinger para defesas aéreas de muito curto alcance foram criadas em cima de uma colina alta na Turquia com vista para o Mediterrâneo em Yayladagi, cidade fronteira com a Síria, na província de Hatay. O radar do sistema de defesa estava ativo, disse uma testemunha da Reuters.

Comboios de veículos militares mudaram entre bases perto da fronteira sudeste durante a semana passada, transportando equipamentos e pessoal militar.

Nem o exército turco, que raramente fala à imprensa, nem o Ministério da Defesa estavam disponíveis para comentar sobre as medidas adicionais.

Veja imagens do conflito sírio desde o início do ano:

Família síria acena a parentes após entrar em ônibus em direção a aeroporto para ir à Alemanha, onde foram aceitos como asilados temporários, em Beirute, Líbano (10/10). Foto: APTanque velho sírio é cercado por fogo após explosão de morteiros nas Colinas do Golan, território controlado por Israel (16/07). Foto: APCombatentes do Exército Sírio Livre carregam suas armas e se preparam para ofensiva contra forças leais a Assad em Deir al-Zor (12/07). Foto: ReutersCombatente do Exército Livre da Síria corre para buscar proteção perto de aeroporto militar de Nairab, em Aleppo (12/06). Foto: ReutersProtesto em Beirute contra a participação do Hezbollah na guerra síria (09/06). Foto: APFumaça é vista no vilarejo sírio de Quneitra perto da fronteira de Israel´(06/06). Foto: APLibanês foi ferido após segundo foguete de rebeldes sírios atingir sua casa em Hermel (29/05). Foto: APRefugiados sírios são abrigados em prédio da cidade turca de Reyhanli, perto da fronteira com a Síria (12/05). Foto: APHomens carregam ferido após explosão em cidade turca perto da fronteira síria (11/05). Foto: ReutersExplosão em cidade turca perto da fronteira com a Síria deixa dezenas de mortos (11/05). Foto: ReutersResidente caminha sobre destroços de prédios em rua de Deir al-Zor, Síria (09/05). Foto: ReutersCombatente do Exército Livre da Síria descansa em pilha de sacos de areia em campo de refugiados (06/05). Foto: APIsrael atacou instalações militares na área de Damasco, acusa Síria (05/05). Foto: BBCReprodução de vídeo mostra fumaça e fogo no céu sobre Damasco na madrugada deste domingo (05/05). Foto: APPresidente da Síria, Bashar al-Assad (D), visita universidade em Damasco (04/05). Foto: APReprodução de vídeo mostra corpos em Bayda, Síria (03/05). Foto: APBombeiros apagam fogo de carro em chamas em cena de explosão no distrito central de Marjeh, Damasco, Síria (30/04). Foto: APReprodução de vídeo mostra bombardeio em Daraya, Síria (25/04). Foto: APDruso carrega retrato do presidente sírio em que se lê 'Síria, Deus protege você', nas, Colinas do Golan (17/04). Foto: APFumaça e carros destruídos na praça Sabaa Bahrat, em Damasco, após explosão de carro-bomba (08/04). Foto: APMembro de Exército da Libertação da Síria segura arma em rua de Deir al-Zor (02/04). Foto: ReutersReprodução de vídeo mostra militantes do Exército Livre da Síria durante combates em Damasco (25/03). Foto: APManifestantes protestam contra Bashar al-Assad em Aleppo, na Síria (23/03). Foto: ReutersMesa de xeque Mohammad Said Ramadan al-Buti, aliado de Assad, é vista após ataque em Damasco (21/03). Foto: APSírio vítima de suposto ataque químico recebe tratamento em Khan al-Assal, de acordo com agência estatal (19/03). Foto: APSírias são vistos perto de corpos retirados de rio perto de bairro de Aleppo (10/03). Foto: APReprodução de vídeo mostra soldado do governo sírio morto em academia de polícia em Khan al-Asal, Aleppo (03/03). Foto: APHomem chora em local atingido por míssil no bairro de Ard al-Hamra, em Aleppo, Síria (fevereiro). Foto: ReutersMembro do Exército Livre da Síria aponta arma durante supostos confrontos contra forças de Assad em Aleppo (26/02). Foto: ReutersMembros de grupo islâmico seguram armas durante protesto contra regime em Deir el-Zor (25/02). Foto: ReutersMorador escreve em lápide nome de neta morta em ataque contra vila em Idlib, Síria (24/02). Foto: APChamas e fumaça são vistas em local de ataque no centro de Damasco, Síria (21/02). Foto: APRebeldes do Exército Livre da Síria preparam munições perto do aeroporto militar de Menagh, no interior de Aleppo (25/01). Foto: ReutersRebeldes da Frente al-Nusra, afiliada à Al-Qaeda, seguram sua bandeira no topo de helicóptero da Força Aérea da Síria na base de Taftanaz (11/01). Foto: APCrianças sírias viajam em caminhonete em Aleppo (02/01). Foto: Reuters


Leia tudo sobre: síriaturquiaassadmundo árabeprimavera árabe

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas