Exército egípcio ataca militantes no Sinai

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Operação teria provocado a morte de pelo menos de 30; outras 15 pessoas foram detidas

Cerca de 30 pessoas foram mortas ou ficaram feridas durante operação do Exército egípcio contra supostos terroristas no norte do Sinai, disseram autoridades de segurança neste sábado (7). Veículos blindados, apoiados por helicópteros de ataque, participaram da operação perto de Sheikh Zuweid, a poucos quilômetros da Faixa de Gaza.

Segurança: Ministro do Interior egípcio sobrevive a atentado no Cairo

Primavera Árabe: Golpe no Egito expõe desafio de islâmicos de ficar no poder

AP
Exército do Egito ataca militantes islâmicos no norte do Sinai

Fontes de segurança não divulgaram o número exato de vítimas e não descartaram a hipótese de que os números podem aumentar. Outras 15 pessoas foram detidas na operação. Moradores que presenciaram o ataque disseram que foi um dos maiores dos últimos anos na região.

As operações militares continuam na península do Sinai depois de autoridades terem informado a morte de pelo menos 15 islamitas radicais pelo Exército na última quinta-feira (3).

Morsi: Presidente deposto do Egito irá a julgamento por incitar a violência

Badie: Egito prende principal líder espiritual da Irmandade Muçulmana

Nos últimos meses, a Península de Sinai tem sido um foco de instabilidade e cenário de ataques contra forças de segurança e gasodutos, assim como atos de contrabando e sequestros.

A segurança, de uma forma geral, tem se deteriorado no Egito, onde na semana passada o ministro do Interior, Mohamed Ibrahim, saiu ileso de um atentado que causou a morte de uma pessoa e feriu mais de vinte.

Com Reuters e Agência Lusa

Leia tudo sobre: egitoqueda de morsimundo árabecairosinaiprimavera árabe

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas