Segundo jornal russo, governo cubano mudou de ideia sobre viagem de americano à ilha por pressão dos EUA

Reuters

Edward Snowden , o ex-funcionário de uma prestadora de serviços da Agência Nacional de Segurança dos EUA (NSA, na sigla em inglês), ficou preso na zona de trânsito de um aeroporto de Moscou porque o governo cubano recusou-se a deixá-lo voar da Rússia para Havana, publicou um jornal russo nesta segunda-feira.

Junho: Delator dos EUA reserva lugar em voo para Cuba, mas não aparece

Passageiros comem em uma cafeteria diante de TV passando notícias sobre Edward Snowden no aeroporto Sheremetyevo, Moscou (26/6)
AP
Passageiros comem em uma cafeteria diante de TV passando notícias sobre Edward Snowden no aeroporto Sheremetyevo, Moscou (26/6)

Agosto:  Snowden recebe asilo temporário da Rússia e deixa aeroporto

Snowden, que é procurado pelos EUA por vazar detalhes de programas de monitoramento do governo norte-americano, tinha planejado voar para Havana a partir de Moscou um dia depois de chegar de Hong Kong, em 23 de junho.

Guardian: Agência dos EUA gastou milhões com Google, Yahoo e Facebook

Mas o americano, que acabou recebendo asilo de um ano na Rússia após passar quase seis semanas na área de trânsito do aeroporto de Sheremetyevo, não embarcou , embora tivesse um assento em seu nome no avião.

Citando várias fontes, incluindo uma ligada ao Departamento de Estado dos EUA, o jornal Kommersant disse que a razão foi que Cuba avisou no último minuto às autoridades russas para não deixarem Snowden embarcar no voo da Aeroflot.

Denúncias pelo vazamento de Snowden:
WSJ: Monitoramento dos EUA abrange 75% do tráfego de internet americano
Brasil: Leia todas as notícias sobre a espionagem no Brasil
Bild: Espionagem alemã usou dados de monitoramento dos EUA
Monitoramento: EUA mantêm ampla base de dados telefônicos
Prism: EUA coletam dados de nove empresas de internet
Jornal: EUA podem usar dados de inteligência sem mandado
Anfitrião: Reino Unido espionou autoridades do G20 em 2009
Guerra cibernética: EUA espionam computadores da China
Diplomatas: Europa exige respostas sobre supostos grampos dos EUA
XKeyscore: Ferramenta permite monitoramento em tempo real
WPost: Agência dos EUA quebrou regras de privacidade milhares de vezes

O jornal disse que Cuba tinha mudado de ideia por pressão dos EUA, que desejam julgar Snowden sob a acusação de espionagem.

O Kommersant disse também que Snowden passou alguns dias no consulado russo em Hong Kong para declarar sua intenção de voar para a América Latina através de Moscou.

"Sua rota e seu apelo por ajuda foram uma surpresa completa para nós. Nós não o convidamos", disse ao Kommersant uma fonte estatal russa. A Reuters não pôde confirmar de imediato a reportagem.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.