Depois de ficar abrigado por 15 meses na embaixada brasileira em La Paz, político boliviano saiu do País

Agência Brasil

A chegada do senador boliviano Roger Pinto Molina ao Brasil não afetará a relação bilateral dos países, disse neste domingo (25) a ministra da Comunicação boliviana, Amanda Davila. Segundo a Agência Boliviana de Informações (ABI), a ministra ressaltou que a relação entre os países continuará “em absoluto calor e respeito”.

Itamaraty vai investigar entrada de senador boliviano no Brasil

Depois de ficar abrigado por 15 meses na embaixada brasileira em La Paz, Molina deixou sábado (24) a representação diplomática brasileira e entrou no Brasil sem receber salvo-conduto do governo Evo Morales. Hoje (25), o Ministério das Relações Exteriores informou que abrirá inquérito para apurar o episódio.

Senador Molina é adversário de Evo Morales (esq.) e saiu da Bolívia sem receber permissão
AP
Senador Molina é adversário de Evo Morales (esq.) e saiu da Bolívia sem receber permissão

"Este caso não afetará as relações com o Brasil. As relações entre a Bolívia e o Brasil serão mantidas em situação de absoluta cordialidade e respeito. O governo boliviano e o presidente Evo Morales sempre manifestaram todo o seu carinho e respeito por todo à presidenta Dilma Rousseff e ao governo brasileiro ", disse Amanda Davila, segundo a ABI.

Relembre:
Senador opositor boliviano pede asilo político ao Brasil
Sem salvo-conduto, senador completa 50 dias em Embaixada

Bolívia diz que Roger Pinto Molina (foto) está envolvido em 14 crimes no País
Reuters
Bolívia diz que Roger Pinto Molina (foto) está envolvido em 14 crimes no País

A ministra boliviana frisou que o senador de oposição está envolvido em, pelo menos, 14 crimes e tem manipulado as informações para dificultar as relações da Bolívia com o Brasil.

Molina, que faz oposição ao governo de Evo Morales, ficou quase 15 meses abrigado na Embaixada do Brasil em La Paz desde que pediu asilo político ao Brasil. O salvo-conduto era negado pelas autoridades bolivianas que alegam que o parlamentar responde a processos judiciais no país.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.