Ministério da Defesa não especificou número de mortos, mas oficiais creem que 18 tenham morrido no incidente

Marinheiros na Índia morreram nesta quarta-feira (14) depois que uma explosão seguida de incêndio atingiu um submarino da Marinha no porto de Mumbai, informaram autoridades.

Leia mais: Índia acusa Paquistão pela morte de cinco soldados na Caxemira

Céu se ilumina após explosão de submarino no porto de Mumbai, na Índia
AP
Céu se ilumina após explosão de submarino no porto de Mumbai, na Índia

Saiba mais: Polícia da Caxemira dá dicas para se proteger em um ataque nuclear

Janeiro: Índia convoca embaixador do Paquistão após morte de soldados

O ministro da Defesa A.K. Antony disse que alguns marinheiros foram mortos, mas não deu mais detalhes. "É uma perda para todos nós. É uma tragédia", disse Antony aos repórteres em Nova Délhi.

Ele disse que um ou dois homens ficam geralmente de plantão em cima do submarino, e que eles ou pularam na água ou foram arremessados pela força da explosão. Segundo o Ministério, um inquérito foi aberto para determinar a causa da explosão.

Uma autoridade, que falou à agência Associated Press em condição de anonimato, falou que teme-se que todos os 18 marinheiros a bordo do submarino estejam mortos. 

Análise: Assassinatos desequilibram harmonia política na região da Caxemira

Leia mais: Homicídios cessam, mas assassinos continuam à solta na Caxemira

A autoridade, falando em condição de anonimato uma vez que os corpos ainda não foram recuperados, disse que a marinha acreditava que não havia possibilidade de alguém ter sobrevivido devido à intensidade da explosão e do incêndio, que se alastrou quando o submarino abastecido com diesel atracou na base naval de Mumbai.

Autoridades disseram anteriormente que não haviam estabelecido contato com os marinheiros desde a explosão. Eles afirmaram que mergulhadores da marinha abriram uma das portas, mas ainda não conseguiram entrar no submarino. 

Com AP e Reuters

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.