Secretário de Estado dos EUA visita Brasil em meio a temor de manifestações

Por Luciana Lima - iG Brasília | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Apesar de exigências de mais segurança feita por EUA, País mantém protocolo dispensado a demais chanceleres

O Palácio do Itamaraty manteve o mesmo protocolo de segurança destinado a autoridades internacionais para a visita do secretário de Estado norte-americano, John Kerry, nesta terça-feira (13), em Brasília, apesar das exigências de reforço feitas por representantes do governo dos EUA.

Em visita à Colômbia: Kerry manifesta apoio a diálogo de paz com Farc

Alan Sampaio / iG Brasília
O secretário de Estado dos EUA, John Kerry, é recebido pelo ministro das Relações Exteriores, Antônio Patriota, em Brasília

Dia 9: Obama propõe supervisão a monitoramento online e telefônico

O temor dos norte-americanos, segundo fontes do Itamaraty, era principalmente com possíveis protestos contra o esquema de espionagem no Brasil que veio à tona há um mês por meio das denúncias feitas por Edward Joseph Snowden, ex-funcionário de uma prestadora de serviços da Agência de Segurança Nacional (NSA, na sigla em inglês).

As manifestações que aconteceram nas principais cidades brasileiras em junho contribuíram para aumentar essa preocupação. Aumentam a apreensão norte-americana a referência feita por Kerry à América Latina durante sua sabatina no Senado para confirmação no cargo, referindo-se à região como “quintal”. Essa referência irritou os presidentes da Bolívia, Evo Morales, e do Equador, Rafael Correa.

Denúncias pelo vazamento de Snowden:
Brasil: Leia todas as notícias sobre a espionagem no Brasil
Bild: Espionagem alemã usou dados de monitoramento dos EUA
Monitoramento: EUA mantêm ampla base de dados telefônicos
Prism: EUA coletam dados de nove empresas de internet
Jornal: EUA podem usar dados de inteligência sem mandado
Anfitrião: Reino Unido espionou autoridades do G20 em 2009
Guerra cibernética: EUA espionam computadores da China
Diplomatas: Europa exige respostas sobre supostos grampos dos EUA
XKeyscore: Ferramenta permite monitoramento em tempo real

Pela manhã, Kerry se reuniu com o ministro da Educação brasileiro, Aloysio Mercadante, e com três estudantes brasileiros beneficiados pelo programa Ciência Sem Fronteira, que dá bolsas de estudo para estudantes brasileiros no exterior. Depois, ele também se reuniu com o ministro das Relações Exteriores Antônio Patriota e, à tarde, terá um encontro com a presidente Dilma Rousseff.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas