EUA reabrirão no domingo 18 embaixadas fechadas por ameaças

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Embaixada no Iêmen continuará fechada; consulado americano em Lahore também não reabrirá portas

Dezoito das 19 embaixadas fechadas no Oriente Médio e na África devido a preocupações sobre possíveis ataques terroristas vão reabrir no domingo (11), disse o Departamento de Estado dos EUA.

Sexta: EUA retiram diplomatas de consulado em Lahore, no Paquistão

AP
Soldado iemenita equipa posto de controle em rua que leva a embaixadas britânicas e americanas em Sanaa, Iêmen

Após ameaças: Ataque de drone mata militantes da Al-Qaeda no Iêmen

7 de agosto: Iêmen diz ter frustrado plano da Al-Qaeda para atacar portos

A Embaixada dos EUA em Sanaa, Iêmen, permanecerá fechada. O consulado dos EUA em Lahore, no Paquistão, que foi fechado na quinta-feira por causa de uma ameaça separada, também deverá permanecer fechada.

No comunicado, a porta-voz Jen Psaki não cita a razão pela qual o país reabrirá as 18 missões. Ela falou sobre "preocupações contínuas sobre uma ameaça indicando potenciais ataques terroristas emanando da Al-Qaeda da Península Arábica" como o motivo para manter a embaixada de Sanaa fechada.

EUA: Mensagens de líder da Al-Qaeda e franquia no Iêmen seriam causa de alerta

Leia também: Saiba mais sobre a Al-Qaeda da Península Arábica

"Continuaremos a avaliar as ameaças a Sanaa e Lahore e faremos subsequentes decisões sobre reabrir essas instalações baseados nessas informações", disse Psaki.

Os 19 postos estão fechados ao público desde o último domingo. A maior parte dos funcionários americanos na embaixada do Iêmen tiveram de deixar o país na terça-feira por causa de informações sobre ameaças.

Leia mais: EUA emitem alerta de viagem global por ameaça da Al-Qaeda

O fechamento foi provocado por uma mensagem interceptada entre o chefe da Al-Qaeda, Ayman al-Zawahri, e o líder da franquia da rede na Península Arábica, Nasir al-Wuhayshi, na qual falavam sobre planos de um grande ataque terrorista.

O Departamento de Estado publicou um alerta de viagem na noite de quinta-feira em relação ao Paquistão, dizendo que a presença de vários grupos terroristas e estrangeiros representavam um potencial perigo aos cidadãos americanos no país. Ao mesmo tempo, autoridades ordenaram que equipes não essenciais do governo deixassem o consulado dos EUA em Lahore.

Com Reuters e AP

Leia tudo sobre: euaembaixadasameaçaal qaeda

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas