Exército de Israel ordena fechamento de aeroporto de Eilat

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

'Análises de segurança' justificam medida. Há aumento de atividade islâmica no Sinai desde queda de líder egípcio

Citando preocupações de segurança, o Exército de Israel ordenou nesta quinta-feira o fechamento do aeroporto de Eilat até segunda ordem. "Por causa de análises de segurança, o Exército israelense instruiu o aeroporto de Eilat a cancelar todas as partidas e chegadas", disse um porta-voz militar sem dar mais detalhes.

2012: Israel reforça combate ao terrorismo na Península do Sinai

Reuters
Soldados israelenses montam guarda na região do Sinai, que faz fronteira com o Egito (8/8/2012)

Golpe no Egito: Leia todas as notícias sobre a deposição de Morsi

Segundo a agência Associated Press (AP), o coronel Peter Lerner, que teria anunciado que as decolagens e aterrissagens estavam interrompidas, disse depois que os aviões ainda possuiam permissão para deixar o aeroporto nesta quinta-feira.

Lerner afirmou também que todos os voos seriam eventualmente desviados para um aeródromo no norte da cidade.

A medida é tomada em meio à preocupação sobre o aumenta da atividade militante islâmica na vizinha Península do Sinai desde que o islamita Mohammed Morsi foi deposto no início de julho.

O aeroporto de Eilat é um grande destino turístico, trazendo viajantes para os resorts no Mar Vermelho.

A Autoridade de Aviação de Israel informou que oito voos programados para aterrissar na cidade seriam desviados para outro aeroporto, Uvda, localizado a cerca de 60 km, segundo informou a agência Reuters.

Em abril, o disparo de foguetes provocou o fechamento do Eilat. Em julho, restos de um foguete disparados da Península do Sinai foram encontrados nas montanhas ao norte da cidade.

*Com AP, Reuters e BBC

Leia tudo sobre: israelmar vermelhoaeroporto de eilatsinaimorsi

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas