Novo presidente do Irã pede fim das sanções do Ocidente em discurso de posse

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Rohani conclama Ocidente a tratar país com respeito: 'Se quer resposta adequada, não deveria falar com sanções'

Empossado perante o Parlamento neste domingo, o presidente do Irã, Hassan Rohani, conclamou o Ocidente a pôr fim às sanções e a tratar Teerã com respeito. "Se você quer uma resposta adequada, não deveria falar a linguagem das sanções; deveria falar a linguagem do respeito", disse sob aplausos durante seu discurso de posse.

Sábado: Líder supremo confirma 'moderado' Rohani como novo presidente

AP
Novo presidente do Irã, Hassan Rohani, acena depois de tomar posse perante Parlamento em Teerã

Rohani, 64, nomeou um gabinete que inclui com ministro de Relações Exteriores o ex-enviado da ONU Mohammad Javad Zarif, um moderado.

Rohani disse ao Parlamento que oferecerá uma oportunidade de diálogo com o resto do mundo, incluindo o Ocidente. Ele afirmou que deveria haver mais "transparência" de ambos os lados. Desde 2002, o Ocidente tem acusado o Irã justamente pela falta de transparência sobre o programa nuclear do país. As palavras do novo presidente do Irã devem ser bem recebidas pelos governos ocidentais.

Os EUA reagiram afirmando que serão um "parceiro de boa vontade" se o Irã "se engajar seriamente". A Casa Branca também afirmou que o Irã deveria cumprir suas obrigações internacionais e lidar com a preocupação internacional sobre seu programa nuclear.

Abril: Irã anuncia novos projetos nucleares após fracasso em negociação

Rohani, um ex-negociador nuclear que trabalhou como diplomata durante três décadas, teve uma vitória surpreendente em junho. Ele ganhou apoio de reformistas ao acenar para uma posição mais moderada do que seu predecessor, Mahmud Ahmadinejad.

Em seu discurso ao Parlamento, Rohani disse: "Todos aqueles que votaram, independentemente de terem votado em mim ou em outro, ou mesmo se não votaram, todos são cidadãos iranianos e têm direitos."

Com mais de 50%: Moderado, Hassan Rohani vence eleição presidencial no Irã

Ele afirmou que a população disse "sim" à moderação e à esperança. Ele prometeu avançar com os direitos e liberdades das mulheres e reduzir a interferência do governo na vida das pessoas. Rohani também disse que trabalharia para melhorar a situação econômica, com a inflação atualmente em níveis de cerca de 40%.

AP
Líder supremo do Irã, Ali Khamenei (E), entrega oficialmente seu selo de aprovação ao presidente eleito Hassan Rouhani em cerimônia em Teerã (03/08)

Junho: Presidente eleito do Irã promete 'caminho de moderação'

A maioria dos especialistas dizem que a economia não foi bem conduzida sob Ahmadinejad. Mas ela foi ainda mais prejudicada sob as sanções, que impediu o Irã de fortalecer sua moeda com seu principal produto de exportação, o petróleo.

Líder supremo

Ainda que Rohani seja o presidente depois de vencer as eleições, o poder supremo do país ainda continua nas mãos do líder religioso aiatolá Ali Khamenei, que confirmou Rohani no cargo em cerimônia no sábado.

A agência estatal de notícias Irna confirmou que 11 presidentes estrangeiros estavam entre os que assistiram a Rohani assumir o cargo neste domingo. Dentre as presenças estrangeiras, destaca-se o oficial sênior da Coreia do Norte Kim Yong-nam, que teve encontro oficial com Rouhani no sábado.

Irã e Coreia do Norte têm fortes laços e enfrentam o mesmo tipo de sanções ocidentais por causa de seus programas nucleares.

*Com BBC

Leia tudo sobre: irãrohanisançõesprograma nuclear

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas