Pai de Snowden diz que recebeu pedido do FBI para visitar filho em Moscou

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Lonnie Snowden afirmou que queria ter mais informações sobre intenções da agência antes de enviar sua resposta

O pai do ex-funcionário da Agência Nacional de Segurança dos EUA (NSA, sigla em inglês) Edward Snowden afirmou nesta quarta-feira (31) que o FBI pediu a ele que viajasse a Moscou para ver seu filho, mas acrescentou que queria saber mais detalhes sobre as intenções da agência federal americana.

EUA à Rússia: Snowden não enfrentará a pena de morte nem será torturado

AP
Imagem fornecida pela HRW mostra Edward Snowden em coletiva no aeroporto de Sheremetyevo ao lado de Sarah Harrison, do WikiLeaks

Putin: Relações com EUA são mais importantes que rixas sobre Snowden

Presidente russo: EUA bloquearam Snowden na Rússia

Lonnie Snowden disse à emissora estatal de TV russa 24 que o FBI tinha sugerido "algumas semanas atrás" que ele viajasse a Moscou para conversar com seu filho, que enfrenta acusações de espionagem nos Estados Unidos por ter revelado os programas secretos de vigilância do governo.

Edward Snowden, cuja revelação despertou questionamentos sobre a intrusão do governo na vida privada, permanece na zona de trânsito do aeroporto de Moscou desde que chegou de Hong Kong, há mais de um mês. Ele não possui documentos válidos desde que teve seu passaporte americano revogado.

NYT: Chat criptografado e reunião secreta possibilitaram expor programa

Dia 24: Câmara dos EUA rejeita barrar programa de monitoramento telefônico

O pai dele não teve contato direto com o filho. "Recebi essa sugestão (de viajar para Moscou) algumas semanas atrás, e ainda tenho que responder", disse Lonnie Snowden, com seu inglês traduzido para o russo. Ele acrescentou que em primeiro lugar gostaria de saber o que o FBI queria que ele fizesse.

Ele descreveu o filho como um "verdadeiro patriota" que fez "dos EUA um país mais democrático" ao revelar detalhes dos programas de vigilância do governo, que possuem uma ampla base de dados telefônicos e acesso às informações de nove empresas de internet. "Edward, espero que esteja assistindo isso", disse Lonnie na entrevista.

Denúncias pelo vazamento de Snowden:
Brasil: Leia todas as notícias sobre a espionagem no Brasil
Bild: Espionagem alemã usou dados de monitoramento dos EUA
Monitoramento: EUA mantêm ampla base de dados telefônicos
Prism: EUA coletam dados de nove empresas de internet
Jornal: EUA podem usar dados de inteligência sem mandado
Anfitrião: Reino Unido espionou autoridades do G20 em 2009
Guerra cibernética: EUA espionam computadores da China
Diplomatas: Europa exige respostas sobre supostos grampos dos EUA

"Sua família está bem. Nós o amamos. Esperamos que você esteja bem e saudável, eu espero vê-lo em breve, mas mais que tudo quero que você fique seguro. Eu quero que encontre um porto seguro."

O pai do fugitivo também agradeceu às autoridades russas por manterem seu filho a salvo. "Também gostaria de agradecer ao presidente Vladimir Putin e ao governo russo pelo que eu acredito ser coragem e força e convicção or manter meu filho seguro", disse.

Após Venezuela e Nicarágua: Bolívia oferece asilo a delator dos EUA

Negativa: Patriota diz que Brasil não dará asilo político a delator dos EUA

O advogado russo que ajuda Edward Snowden, Anatoly Kucherena, disse ao programa que acredita que o pedido de asilo temporário feito pelos norte-americano à Rússia será concedido "nos próximos dias", e que os Estados Unidos não conseguiram enviar nenhum pedido oficial de extradição.

Com Reuters, AP e BBC

Leia tudo sobre: snowdenregistros da verizonregistros da internetfisansamoscou

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas