Onda de ataques contra xiitas deixa ao menos 58 mortos no Iraque

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Al-Qaeda e outros grupos sunitas intensificaram insurgência contra suposta discriminação do governo xiita

Carros-bombas explodiram nesta segunda-feira (29) em ruas e mercados movimentados do Iraque, deixando ao menos 58 mortos em regiões predominantemente xiitas, em um dos dias mais violentos desde que insurgentes sunitas passaram intensificar suas ações, meses atrás.

Fuga: Al-Qaeda no Iraque reivindica responsabilidade por ataques a prisões

AP
Iraquianos observam local onde carro-bomba explodiu em enclave xiita de Sadr City, Bagdá

Mais: Militantes da Al-Qaeda escapam de prisões em fuga em massa no Iraque

As 18 explosões, aparentemente coordenadas, foram concentradas em cidades do sul do Iraque, região majoritariamente xiita, e em bairros de Bagdá habitados por seguidores dessa seita islâmica.

A Al-Qaeda e outros grupos militantes sunitas intensificaram nos últimos meses sua insurgência contra supostas discriminações do governo iraquiano, dominado pela maioria xiita. A guerra civil na vizinha Síria, também com contornos sectários, contribui para a tensão entre as comunidades iraquianas.

Maio: Série de ataques atinge Iraque e deixa ao menos 95 mortos

Iraque: Ataques e confrontos entre Exército e forças tribais aumentam tensão

No bairro de Sadr City, reduto xiita em Bagdá, uma minivan se aproximou de um grupo de trabalhadores diaristas que estavam em uma calçada, e o motorista convidou todos para entrar no veículo, para em seguida detoná-lo, segundo policiais e testemunhas.

"Alguém me diga, por favor, por que trabalhadores pobres são o alvo? Eles só querem levar comida para suas famílias!", disse o trabalhador Yahya Ali, que estava parado perto da van, mas não se feriu.

ONU: Abril foi mês mais sangrento no Iraque desde 2008

Estima-se que quase 4 mil iraquianos já tenham morrido por causa da violência sectária neste ano, sendo mais de 810 só neste mês, numa situação que leva muitos a temerem uma guerra civil.

Em Kut, cerca de 150 quilômetros a sudeste da capital, dois carros-bombas explodiram perto da rodoviária local.

Outra explosão atingiu Mahmoudiya, cerca de 30 quilômetros ao sul de Bagdá, e uma dupla aconteceu em Samawa, mais ao sul.

Guerra civil: Al-Qaeda iraquiana anuncia fusão com facção rebelde síria

Os demais ataques foram lançãdos em Bagdá, nos bairros de Habibiya, Hurriya, Bayaa, Ur, Shurta, Kadhimiya, Risala, Tobchi e Abu Dsheer.

Na semana passada, uma ação da Al-Qaeda liberou centenas de militantes presos em duas penitenciárias iraquianas, e alguns especialistas acham que aquela fuga em massa está ligada aos ataques da segunda-feira.

Com Reuters e AP

Leia tudo sobre: iraquebombacarro bombaxiitaviolência

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas