Snowden vai permanecer no aeroporto de Moscou por enquanto, diz advogado russo

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Kucherena não comenta informações, porém, de que ex-técnico da CIA teria sido autorizado a entrar na Rússia

Anatoly Kucherena, advogado russo que presta assistência ao ex-técnico da CIA Edward Snowden, disse que seu status de asilo ainda não foi resolvido e ele continuará por enquanto na zona de trânsito do Aeroporto Sheremetyevo, onde está há um mês desde que chegou a Moscou proveniente de Hong Kong em 23 de junho.

Mídia russa: Snowden recebe documentos para deixar aeroporto de Moscou

AP
O advogado russo Anatoly Kucherena fala com a imprensa depois de visitar o ex-técnico da CIA Edward Snowden no Aeroporto de Sheremetyevo, em Moscou, Rússia

Dia 16: Snowden entra com pedido de asilo temporário na Rússia

A declaração foi feita por Kucherena depois de ele visitar no aeroporto Snowden, que é autor do vazamento de documentos ultrassecretos revelando a interceptação de comunicações pela Agência Nacional de Segurança dos EUA (NSA, na sigla em inglês). Segundo o advogado, as autoridades de migração ainda avaliam o requerimento de asilo temporário entregue por Snowden.

Kucherena não fez comentários imediatos sobre informações dadas pela mídia russa de que Snowden recebeu um documento mais cedo nesta quarta que lhe permitiria entrar na Rússia a partir do aeroporto.

O americano entrou com o pedido de asilo temporário na semana passada depois que suas tentativas de deixar o aeroporto e de sair da Rússia foram frustradas. Os EUA o querem de volta para que possam processá-lo por espionagem.

Após Venezuela e Nicarágua: Bolívia oferece asilo a delator dos EUA

Negativa: Patriota diz que Brasil não dará asilo político a delator dos EUA

Kucherena disse à televisão russa Rossiya-24 que entregou a Snowden diversos livros, incluindo um de Anton Chekhov e o romance "Crime e Castigo", de Fyodor Dostoyevsky.

O livro aborda a angústia mental e os dilemas morais de um pobre ex-estudante que mata uma agiota para ficar com seu dinheiro, e Kucherena afirmou que Snowden poderia achá-lo interessante, acrescentando: "Não estou sugerindo que ele esteja passando por uma angústia mental similar."

Denúncias pelo vazamento de Snowden:
Brasil: Leia todas as notícias sobre a espionagem no Brasil
Monitoramento: EUA mantêm ampla base de dados telefônicos
Prism: EUA coletam dados de nove empresas de internet
Jornal: EUA podem usar dados de inteligência sem mandado
Anfitrião: Reino Unido espionou autoridades do G20 em 2009
Guerra cibernética: EUA espionam computadores da China
Diplomatas: Europa exige respostas sobre supostos grampos dos EUA

O presidente russo, Vladimir Putin, afirmou que Snowden poderia receber o asilo na Rússia apenas se parasse de vazar os segredos da NSA.

Putin: EUA bloquearam Snowden na Rússia

Um porta-voz do Serviço de Migração Federal da Rússia disse à Associated Press não ter nenhuma informação sobre o status do pedido de asilo de Snowden.

A concessão de asilo ao ex-técnico da CIA adicionaria novas tensões nas relações já estremecidas entre os EUA e a Rússia por causa das críticas americanas à pressão russa aos grupos de oposição, das suspeitas da Rússia em relação aos planos de defesa de mísseis dos EUA na Europa e da resistência russa a sanções propostas contra o regime sírio de Bashar Assad.

Nesta quartam o porta-voz da Casa Branca, Jay Carney, disse que os EUA vão buscar explicações das autoridades russas sobre qualquer mudança a respeito do status de Snowden.

*Com AP e Reuters

Leia tudo sobre: rússiasnowdenregistros da internetregistros da verizonnsaprism

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas