Aeroporto de Nova York reabre após avião aterrissar sem trem de pouso

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Boeing da Southwest Airlines derrapou na pista até parar na área da grama; 10 passageiros tiveram ferimentos leves

O aeroporto LaGuardia, em Nova York, reabriu completamente nesta terça-feira (23), um dia depois de um Boeing 737 ter perdido parte de seu trem de pouso dianteiro durante a aterrissagem. A aeronave ficou parada no final da pista, com o nariz caído, fechando o aeroporto temporariamente.

Leia também: Avião sofre acidente em São Francisco

AP
Avião da Southwest Airlines colide na pista após perder parte de seu trem de pouso dianteiro no aeroporto LaGuardia, em Nova York (22/7)

Infográfico: Saiba quais são os 10 piores acidentes aéreos do mundo

O trem de pouso dianteiro da aeronave da Southwest Airlines cedeu na segunda-feira (22) pouco depois do avião tocar a pista, segundo informaram autoridades. Dez passageiros receberam tratamento no aeroposto, e seis deles foram levados ao hospital com ferimentos leves, informou Thomas Bosco, diretor de aviação da Autoridade Portuária de Nova York e Nova Jersey, que fiscaliza a região do aeroporto. Os seis tripulantes foram levados para outro hospital e ficaram em observação.

Bosco disse que não havia nenhum sinal de problema na aeronave antes da aterrissagem. Ele afirmou que o trem de pouso dianteiro cedeu durante a aterrissagem às 17h40, e a "aeronave patinou na pista sobre seu bico e depois desviou e foi parar na área da grama".

Leia também: Decolagem e pouso são as fases mais perigosas do voo

Ele disse que o acidente fechou o aeroporto por mais de uma hora. As duas pistas do aeroporto voltaram a ser usadas normalmente na manhã desta terça-feira (23), segundo informou o porta-voz da Autoridade Portuária, e o avião foi retirado em direção a um hangar. Segundo a Southwest, 150 passageiros e tripulantes estavam a bordo do avião, enquanto a Autoridade Portuária disse que o total era de 149.

O voo teve um atraso ao deixar Nashville. Passageiros ouviram um anúncio dizendo que "algo estava errado com um pneu", disse Hanna, 43 anos. Ela e alguns parentes viajavam a Nova York para uma visita. Quando o avião pousou "bati minha cabeça contra o assento em frente ao meu", ela disse. "Bati com força."

Saiba mais: Acidentes aéreos e falhas alteram tecnologia de aviação

O bico do avião estava "completamente no chão", disse Richard Strauss, que estava em um avião próximo, que aguardava para decolar. "É algo que eu nunca tinha visto antes. É bizarro."

A Autoridade Portuária informou que os passageiros deixaram o avião usando escarregadores. Hanna estava entre os primeiros a sair da aeropnave, e sentiu cheiro de queimado quando chegou ao asfalto. Os passageiros foram colocados em ônibus e levados ao terminal.

Com AP e Reuters

Leia tudo sobre: aviãolaguardianova yorkeuaacidente aéreotrem de pouso

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas