Em resposta à capa que diz vangloriar suspeito, Sean Murphy revela imagens de um Tsarnaev sujo de sangue

Um fotógrafo da polícia, furioso com a foto de capa da revista Rolling Stone que considera vangloriar o suspeito sobrevivente do ataque em Boston , divulgou imagens da noite em que Dzhokhar Tsarnaev foi capturado - e então dispensado de suas funções.

Em corte federal: Suspeito de ataque em Boston se declara inocente

Ponto vermelho de mira de rifle de franco-atirador é visto na testa de Dzhokhar Tsarnaev, suspeito de ataque em Boston, no dia de sua captura
Sean Murphy/ Reprodução da Boston Magazine
Ponto vermelho de mira de rifle de franco-atirador é visto na testa de Dzhokhar Tsarnaev, suspeito de ataque em Boston, no dia de sua captura

Ataque em Boston: Veja cronologia dos principais acontecimentos

22 de abril: Suspeito por ataque em Boston é indiciado em corte civil

As fotos cedidas para a Boston Magazine na quinta-feira pelo fotógrafo Sean Murphy, sargento da Polícia do Estado de Massachusetts, mostram um sangrento e desgrenhado Tsarnaev com o ponto vermelho do foco de laser de um rifle de um franco-atirador no meio da testa.

Em uma declaração, Murphy disse à revista que Tsarnaev é mau e suas fotos mostram "o real autor das explosões de Boston, e não alguém cabeludo e arrumadinho para a capa da revista Rolling Stone". A publicação de música chega às bancas nesta semana, e alguns varejistas rejeitaram vendê-la.

No barco: Mensagem deixada por suspeito indica motivação para ataque

As fotos recém-divulgadas foram tiradas quando Tsarnaev foi preso em 19 de abril, sangrendo e se escondendo em um barco no quintal de uma casa no subúrbio de Boston.

O ataque de 15 de abril perto da linha de chegada da Maratona de Boston, a mais famosa dos EUA, deixou três mortos e mais de 260 feridos. Três dias depois, em 18 de abril, Tsarnaev e seu irmão, Tamerlan , teriam matado um policial . O  irmão mais velho foi morto durante uma perseguição policial no mesmo dia.

Mídia: Suspeitos do ataque em Boston são do Cáucaso russo

Saiba mais: O que se sabe até agora dos irmãos Tsarnaev

Capa de edição de agosto da revista Rolling Stone traz Dzhokhar Tsarnaev, suspeito de ataque em Boston
AP/Wenner Media
Capa de edição de agosto da revista Rolling Stone traz Dzhokhar Tsarnaev, suspeito de ataque em Boston

Dzhokhar Tsarnaev, um russo de etnia chechena que se mudou aos EUA quando criança, declarou-se inocente na semana passada perante uma corte federal.

O porta-voz da polícia do Estado David Procopio disse em uma declaração que a agência não autorizou a divulgação das fotos para a Boston Magazine e não as divulgará para a mídia. "A polícia do Estado não fará mais comentários sobre essa questão nesta noite (quinta)", acrescentou.

A Boston Magazine expôs mais de dez fotos do dia em que Tsarnaev foi preso. Três das imagens o mostram enquanto saía do barco, cabeça curvada, com traços vermelhos de sangue em suas roupas e barco.

Duas imagens mostram o ponto vermelho da mira de laser no meio de sua testa e um pouco acima de seu olho esquerda. A outra mostra o ponto no topo de sua cabeça enquanto ele enterra o rosto nos braços.

Em panela de pressão: Bomba de ataque em Boston pretendia mutilar vítimas

O editor da Boston Magazine, John Wolfson, mais tarde tuitou e informou no site da publicação que Murphy foi "dispensado" e tem uma audiência na próxima semana. Questionado pela Associated Press sobre a situação de Murphy, Procopio disse em um email que a polícia do Estado conduzirá uma investigação interna sobre a divulgação das fotos por Murphy.

Murphy, que não retornou uma mensagem da AP, disse em sua declaração à Boston Magazine que a foto de capa da Rolling Stone insulta oficiais mortos em serviço, seus colegas e suas famílias ao glamorizar a "face do terror".

Cenário: Conflito de identidade pode ser estopim de ataques

"Também poderia ser um incentivo àqueles que podem ser suscetíveis a fazer algo para colocar suas faces na capa da Rolling Stone", disse.

Rolling Stone afirmou que a história de capa sobre Tsarnaev fazia parte de seu "duradouro compromisso com coberturas sérias e profundas das questões políticas e culturais mais importantes de nosso tempo."

Dor: Vítimas do ataque em Boston enfrentam longo caminho até recuperação

Em sua nota, Murphy disse que a captura de Tsarnaev aconteceu como um show de TV, mas espera que suas fotos revelem que ela foi "real". "Essas eram pessoas reais, com vidas reais, com famílias reais", disse Murphy. "E ter essa capa em Boston é doloroso para suas memórias e suas famílias."

Ele concluiu: "Não há nada de glamoroso em trazer mais dor a uma família que já sofre."

*Com AP

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.