Problema de saúde faz governista abandonar corrida presidencial no Chile

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Com desistência de Longueira, partidos da coalizão do governo ficam livres para lançar seus próprios candidatos

Reuters

O candidato do governo Pablo Longueira decidiu abandonar a corrida presidencial no Chile por causa de um problemas de saúde, anunciou na quarta-feira um de seus filhos, chocando a coalizão governista, que fica sem representante a poucos meses da eleição.

Dia 1º: Bachelet e conservador Longueira vão disputar eleição no Chile

AP
Ministro da Economia Pablo Longueira acena a partidários após vencer primárias da coalizão de direita em Santiago, Chile (30/6)

Ex-presidente: Bachelet volta ao Chile para disputar eleição presidencial

A desistência ocorre menos de três semanas depois de sua vitória nas primárias como representante da coalizão governista para a eleição de novembro, na qual enfrentaria a ex-presidente socialista e opositora Michelle Bachelet, que lidera as pesquisas de opinião.

"Nosso pai está doente. Após a eleição primária da Aliança, durante alguns dias de descanso, sua saúde se deteriorou", disse Juan Pablo Longueira, filho do ex-ministro.

Longueira, ex-ministro da Economia e próximo do ex-ditador Augusto Pinochet, ganhou por pouco a eleição primária contra o ex-ministro da Defesa Andres Allamand, do Partido Renovação Nacional. No entanto, um diagnóstico de depressão grave nos últimos dias minou sua candidatura, explicaram seus parentes.

Twitter: Embaixada dos EUA se desculpa por ironia sobre Bachelet

"Nos vemos diante desse momento doloroso e inevitável, por sua responsabilidade com o Chile, sua aliança política e seu partido político, o nosso pai anunciou hoje a sua renúncia à sua candidatura presidencial", disse o filho.

Longueira é a principal figura da conservadora União Democrata Independente (UDI) e foi um dos homens mais próximos de Pinochet nos últimos anos antes de sua morte em 2006.

Saiba mais: Chile indicia dois pela morte do pai de Michelle Bachelet

Ditador: Fortuna de Augusto Pinochet ultrapassa US$ 26 milhões

O presidente da UDI, Patricio Melero, explicou que, com a desistência de Longueira, os partidos da coalizão governista ficam livres para lançar seus próprios candidatos a quatro meses da eleição presidencial.

"Nossa legislação prevê situações como esta e estabelece que os partidos que participaram na eleição primária ficam liberados para nomear os seus candidatos de forma individual ou em pacto eleitoral", disse.

"Convocamos a comissão política para amanhã (quinta-feira) a fim de nomear tão logo o candidato para substituir Pablo Longueira", acrescentou.

Leia tudo sobre: eleições no chilechilelongueirabachelet

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas