Participam do desfile cerca de 5 mil homens e mulheres dos exércitos. Presidente Holland liderou comemoração

A França celebra durante todo o domingo (14), com desfile e show de fogos, o Dia da Bastilha . Esta é a segunda vez que o presidente François Hollande liderou uma parada militar desde que assumiu o cargo, no ano passado.

Saiba mais: A verdade por trás da festa da queda da Bastilha

Participam do desfile cerca de 5 mil homens e mulheres dos três exércitos, sob o lema "a serviço da Nação e da paz no mundo", com ênfase especial nos capacetes azuis que servem nas missões da ONU e nas tropas que voltam de operações estrangeiras.

Queda da Bastilha

Comemorações do dia da Bastilha, neste domingo (14)
AP
Comemorações do dia da Bastilha, neste domingo (14)

A queda da Bastilha foi um evento central da Revolução Francesa, ocorrido em 14 de julho de 1789. Embora a Bastilha, fortaleza medieval utilizada como prisão contivesse, à época, apenas sete prisioneiros, sua queda é tida como um dos símbolos da revolução e tornou-se um ícone da República Francesa.

Veja as comemorações em outros anos:

2012: França comemora o Dia da Bastilha
2010: França comemora Dia da Bastilha sob forte chuva
Cinema:  Léa Seydoux injeta vida em drama de época "Adeus, Minha Rainha"

Exploração de xisto

François Hollande disse que não haverá exploração de gás de xisto durante seu mandato, depois que um ministério do governo propôs a criação de uma companhia destinada à extração desta alternativa forma de gás. "Enquanto eu for presidente, não haverá exploração de gás de xisto na França", disse Holande à France 2 TV em uma entrevista ao vivo depois das celebrações do Dia da Bastilha.

A França proibiu a exploração de gás de xisto sob preocupações sobre o impacto no ambiente.

* Com Reuters

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.