Desaparecidos em explosão de trem no Canadá devem estar mortos, diz polícia

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Contando os desaparecidos, total de mortos sobe para 50 na pior catástrofe ferroviária do país em 150 anos

Todos os desaparecidos no acidente de um trem com petróleo na Província de Quebec estão presumivelmente mortos, disse a polícia às famílias, elevando o total de vítimas fatais para 50 na pior catástrofe ferroviária do Canadá em quase 150 anos.

Sábado: Trem com petróleo explode no Canadá

Reuters
Homem segura placa em que se lê 'Chega de trem assassino' do lado de fora de escola que abriga desalojados em Lac-Megantic, Quebec (10/7)

Explicação: Chefe de companhia ferroviária culpa engenheiro por explosão

A governadora de Quebec, Pauline Marois, chegou a Lac-Magentic para visitar o local do desastre nesta quinta-feira, um dia depois de funcionários terem informado que encontraram 20 corpos na cidade incendiada e que as 30 pessoas que continuam desaparecidas devem estar mortas. O número baixou em relação aos 60 desaparecidos anunciados previamente. Não houve explicação sobre o porquê da divergência.

A intensidade da explosão e do incêndio tornou partes da cidade devastada demasiadamente quentes e perigosas para entrar e procurar corpos após o desastre. Apenas um corpo foi formalmente identificado, disse Genevieve Guilbault do escritório de medicina legal, descrevendo os esforços para identificar os outros restos humanos como um "trabalho muito longo e árduo".

O trem que transportava petróleo saiu dos trilhos desgovernado e explodiu no meio da cidade de 6 mil habitantes, que fica perto da fronteira do Maine (EUA), pouco depois das 1h (2h, no horário de Brasília) de sábado. Dezenas de prédios no centro histórico de Lac-Megantic foram derrubados e o lugar parece uma zona de guerra.

Moradores da cidade Lac-Megantic tentam se conformar com a tragédia, que aconteceu quando o freio do trem se soltou na madrugada de sábado, fazendo a composição com 72 cilindros de petróleo deslizar colina abaixo em meio à escuridão por quase 11 km antes de descarrilar a 101 km/h dentro de Lac-Megantic, perto da fronteira do Maine (EUA). Todos menos um dos vagões carregavam petróleo. Ao menos cinco explodiram.

AP
Foto aérea mostra incêndio na cidade de Lac-Megantic após descarrilamento de trem causar várias explosões em Quebec, Canadá (6/7)

"Ela está morta", disse Jean-Guy Lapierre sobre sua sobrinha, segurando uma cópia do jornal de Québec que publicou fotos de alguns dos jovens desaparecidos em sua capa. "Ela tinha somente 28 anos."

Várias residências e lojas queimaram completamente com a explosão, incluindo o Musi-Café, um popular bar que estava lotado, disse uma testemunha à Reuters.

Na quarta, o chefe da empresa ferroviária disse que o engenheiro responsável provavelmente não engatou freios suficientes ao estacionar a composição 13 km a oeste da cidade na noite de sexta, causando o acidente fatal. O diretor pediu perdão aos moradores da cidade de 6 mil habitantes.

*Com Reuters e AP

Leia tudo sobre: canadáexplosãotremquebec

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas