Suspeito de ataque em Boston se declara inocente perante corte federal

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Dzhokhar Tsarnaev, 19, responde a 30 acusações. Ataque de 15 de abril na Maratona de Boston deixou três mortos

AP
Dzhokhar Tsarnaev, suspeito pelo ataque de Boston, que deixou mais de 260 feridos

O suspeito pelo ataque em Boston, Dzhokhar Tsarnaev, declarou-se nesta quarta-feira inocente das 30 acusações, incluindo uso de uma arma de destruição em massa para matar. Ele fez a declaração perante uma corte federal em Boston.

Ataque em Boston: Veja cronologia dos principais acontecimentos

22 de abril: Suspeito por ataque em Boston é indiciado em corte civil

Marcando sua primeira aparição pública desde que foi preso em 19 de abril, ele curvou-se em direção de um microfone e disse, com seu sotaque russo, "Inocente". Depois, ele repetiu a palavra por mais uma dezena de vezes. Promotores federais consideram se pedirão a pena de morte para Tsarnaev, de 19 anos.

Autoridades dizem que ele e seu irmão mais velho, Tamerlan, colocaram duas bombas, que deixaram três mortos e mais de 260 feridos, perto da linha de chegada da Maratona de Boston em 15 de abril.

Mídia: Suspeitos do ataque em Boston são do Cáucaso russo

Saiba mais: O que se sabe até agora dos irmãos Tsarnaev

As acusações contra Dzhokhar também se referem à morte do policial Sean Collier, que autoridades dizem ter sido morto a tiros por Dzhokhar e Tamerlan na véspera do dia 19, quando o irmão mais velho foi morto durante uma perseguição policial. Dzhokhar foi mais tarde encontrado escondido em um barco no quintal de uma casa.

Boston: Mensagem deixada por suspeito indica motivação para ataque

De acordo com o indiciamento, ele escreveu uma mensagem dentro do barco que dizia, entre outras coisas, "o governo dos EUA está matando nossos civis inocentes", "Não aguento ver tanto mal continuar sem punição" e "Nós muçulmanos somos um único corpo. Vocês, ao ferir um, ferem a todos."

Os irmãos Tsarnaev têm raízes nas turbulentas regiões russas do Daguestão e Chechênia, que se tornam locais de recrutamento de extremistas islâmicos. Eles viviam nos EUA há cerca de uma década.

Daguestão: Tamerlan buscou lar em território marcado por violência

Autoridades disseram que cada irmão colocou uma mochila contendo uma bomba montada em uma panela de pressão cheia de estilhaços perto da linha de chegada. As bombas explodiram com poucos segundos de diferença.

O escritório do procurador dos EUA diz que 17 acusações contra Tsarnaev poderiam acarretar prisão perpétua ou pena de morte.

*Com AP

Leia tudo sobre: ataque em bostontsarnaevbostonmaratona de boston

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas