Acusado de atentado à Maratona de Boston participa de audiência

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Dzhokhar Tsarnaev faz primeira aparição pública nesta quarta desde sua prisão pelas explosões em 15 de abril

Sobreviventes do atentado à Maratona de Boston, no dia 15 de abril, verão nesta quarta-feira (10) a primeira aparição do acusado Dzhokhar Tsarnaev em audiência, durante julgamento que pode resultar em pena de morte.

Dzhokhar: Suspeito de ataque em Boston é indiciado por 30 acusações

Ataque em Boston: Veja cronologia dos principais acontecimentos

The New York Times
Foto sem data retirada da internet mostra Dzhokhar Tsarnaev, suspeito pelo ataque à Maratona de Boston

NYT: Inteligência e carisma escondiam lado obscuro de Dzhokhar Tsarnaev

A audiência de Dzhokhar estava marcada para a tarde desta quarta em uma corte federal em Boston. Ele foi acusado de usar arma de destruição em massa na explosão de bombas que deixou três mortos e 260 feridos.

Uma porta-voz da procuradoria dos EUA afirmou que haverá um espaço reservado para os familiares das vítimas, mas não indicou quantos planejam comparecer.

15 de abril: Explosões na Maratona de Boston deixam ao menos três mortos

Leia todas as notícias sobre o ataque em Boston

O jovem, de 19 anos e origem chechena, foi acusado no mês passado de matar três pessoas ao detonar bombas de fabricação caseira, plantadas por ele e seu irmão mais velho, Tamerlan Tsarnaev no meio da multidão no dia 15 de abril, e de matar um policial que fazia segurança em uma universidade.

O irmão dele de 26 anos morreu em tiroteio com a polícia em Watertown durante operação de busca pelo atentado. Dzhokhar conseguiu escapar para ser preso horas depois enquanto se escondia dentro de um barco no quintal de uma casa no subúrbio de Boston.

Saiba mais: Agente do FBI mata homem que era questionado sobre ataque

NYT: Conflito de identidade de muçulmanos pode ser estopim de ataques

A prisão de Dzhokhar chocou conhecidos que falavam dele como um simpático atleta do ensino médio em Cambridge, onde ele vivia com o irmão mais velho depois que seus pais voltaram a viver na Rússia.

Mas os promotores afirmam que Dzhokhar, um muçulmano, escreveu sobre suas motivações para o ataque nas paredes e bancos do barco onde estava escondido. Ele escreveu que o governo dos EUA estava "matando nossos civis inocentes".

Tamerlan: Corpo de suspeito de ataque em Boston foi enterrado, diz polícia

"Eu não gosto da morte de pessoas inocentes", disse ele. "Eu não aguento ver uma maldade dessa sair sem punição...Nós muçulmanos somos um só corpo, você machuca um, machuca a todos nós."

Segundo consta no seu indiciamento, um tempo antes do ataque, Tsarnaev baixou na internet material de extremistas islâmicos que defendiam a violência contra inimigos do Islã.

Vítimas do ataque em Boston:
Menino de 8 anos morto em ataque 'era cheio de vida e amava correr'
Polícia identifica mulher de 29 anos como segunda vítima de ataque
Estudante chinesa é identificada como terceira vítima de ataque

Três espectadores da maratona - Martin Richard, 8 anos; Krystle Marie Campbell, 29 anos; e Lingzi Lu, 23 anos - foram mortos no ataque. Autoridades atestam também que os irmãos Tsarnaev mataram o policial do MIT (Massachusetts Institute of Technology) Sean Collier dias depois, durante a fuga.

As duas explosões, próximas à linha de chegada da competição, deixaram também dezenas de amputados.

Com AP e Reuters

Leia tudo sobre: ataque em bostontsarnaevmaratona de bostonjulgamentoeuaterrorismo

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas