Papa recomenda que sacerdotes comprem carros e telefones humildes

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Em tentativa de tornar a Igreja Católica mais austera, papa disse que doía ver sacerdotes dirigindo automóveis caros

Reuters

O papa Francisco disse neste sábado (6) que lhe doía ver sacerdotes dirigindo automóveis caros, e lhes disse para escolher algo mais "humilde".

Como parte de sua tentativa de tornar a Igreja Católica mais austera e concentrar-se nos pobres, Francisco disse aos jovens padres e freiras em treinamento de todo o mundo que ter o mais recente smartphone ou acessório de moda não era o caminho para a felicidade.

AP
Segurança segura freira enquanto Papa Francisco chega para encontro com noviças e sacerdotes no Vaticano

"Me machuca ver um padre ou uma freira com o mais recente modelo de carro, você não pode fazer isso", disse ele.

Dom Geraldo Majella: Papa quer revisão de tudo na Igreja Católica

Ordem do papa: Jesuítas são conhecidos pelo desapego material

"Um carro é necessário para fazer um monte de trabalho, mas, por favor, escolha um mais humilde. Se você gosta do mais extravagante, basta pensar quantas crianças estão morrendo de fome no mundo", disse ele.

Desde que sucedeu o Papa Bento 16, em março, o ex-cardeal argentino Jorge Bergoglio evitou algumas das maiores armadilhas da ostentação de seu cargo e optou por viver em uma casa de hóspedes do Vaticano, ao invés dos opulentos apartamentos papais.

Leia também: Aparecida começa obras para visita do Papa

A agência de notícias ANSA disse que o carro escolhido pelo papa para se deslocar na Cidade do Vaticano é um Ford Focus compacto.

(Reportagem de Catherine Hornby)

Leia tudo sobre: papapapa franciscovaticano

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas