Há mais de 1.600 passageiros na embarcação e a maioria é de estrangeiros, principalmente espanhóis e portugueses

Agência Brasil

Um navio com mais de 2 mil pessoas, inclusive um grupo de 50 brasileiros, pegou fogo e está no Porto de Margueira em Veneza, na Itália. Não há informações de mortos e feridos. Em decorrência do incêndio, os passageiros e a tripulação estão sem água e energia. O Ministério das Relações Exteriores, Itamaraty, por meio do Consulado em Milão, informou hoje (26) à Agência Brasil que prestará apoio aos brasileiros.

Leia também:
Haiti tenta se reerguer como destino turístico
Mandela é mantido vivo com ajuda de aparelhos, diz rede de TV CNN

O Navio Zenith, da empresa Pulmantur, pegou fogo ontem (25). Porém, os brasileiros só conseguiram entrar em contato com parentes e amigos hoje pela manhã. O apelo foi feito, por intermédio de um religioso, no Rio Grande do Norte, que entrou em contato com autoridades em Brasília. Não há detalhes sobre as causas do incêndio.

Na embarcação, há mais de 1.600 passageiros e a maioria é estrangeiros, principalmente espanhóis e portugueses. O navio incendiou-se próximo à região de Chioggia, na província de Veneza. Pelas informações preliminares, divulgadas por autoridades locais, a Guarda Costeira e a polícia fazem a perícia no local.

A cidade de Veneza é conhecida por sua história, seus canais, museus e monumentos. A cidade está coberta tem mais de 100 canais, pontes e 118 ilhas. Diferentes barcos são os únicos meios de transporte na área antiga da cidade. É classificada como Patrimônio da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.