Makaziwe Mandela criticou imprensa internacional e disse que seu pai, internado desde 8 de junho, ainda reage

O estado de saúde do ex-presidente da África do Sul Nelson Mandela é muito crítico, segundo informou Makaziwe Mandela, sua filha nesta quinta-feira (27). Ela afirmou que, apesar disso, ele ainda está reagindo ao toque e tentando abrir os olhos.

TV CNN: Mandela é mantido vivo com ajuda de aparelhos

Netos Ndaba e Ndileka (atrás) e filha Makaziwe (frente) visitam Nelson Mandela em hospital em Pretória
AP
Netos Ndaba e Ndileka (atrás) e filha Makaziwe (frente) visitam Nelson Mandela em hospital em Pretória

Oração: Arcebispo sul-africano pede 'fim pacífico' para Mandela

"Não vou mentir, ele não parece bem. Mas como eu digo, se eu falo com ele, ele responde e tenta abrir os olhos. Ele ainda está lá. ( A presença ) pode estar diminuindo, mas ainda está lá", disse ao canal estatal SABC. Ela também criticou o comportamento da mídia internacional, descrita por ela como de "abutres".

Terça: África do Sul planeja aniversário de Mandela

Entrevista: 'Apartheid deve ser perdoado, mas não esquecido'

Makaziwe disse também que o ícone da luta antiapartheid ainda dá esperança à família, embora "qualquer coisa seja iminente". Ela também afirmou que a família vai aguardar com Mandela, 94 anos, até "a hora de ir".

"Eu posso reiterar que ( o estado de saúde de ) Tata ( pai ) é muito crítico, que qualquer coisa é iminente, mas eu quero enfatizar novamente que somente Deus sabe quando é a hora de ir", disse.

20 anos após eleições: Soweto reflete avanço da África do Sul

Também nesta quinta, Ndileka Mandela, uma das netas de Mandela afirmou que o estado de saúde de seu avô continua crítico, mas estável. Ndileka falou aos jornalistas ao deixar o hospital em Pretória, onde Mandela está internado desde o dia 8 de junho .

Mandela, 94 anos, foi internado no início do mês para tratar, segundo o governo, uma infecção pulmonar. Seu estado de saúde se deteriorou desde o fim de semana, o que levou o presidente Jacob Zuma a cancelar uma viagem ao exterior. Segundo a rede de televisão CNN, o ícone da luta antiapartheid está sendo mantido vivo com ajuda de aparaelhos .

NYT: Disputa por Mandela transforma seu legado em troféu

Após visitar o avô no hospital Ndileka disse que era um momento de ansiedade para a família. "Ele está estável e gostaríamos de agradecer a todos por dar esse apoio e rezar conosco...estamos ansiosos, como vocês sabem, o estado dele é crítico, mas ele está estável agora", disse. "Tem sido difícil especialmente porque temos que fazer tudo sob os olhos do público."

Após conversar com os médicos, o presidente Jacob Zuma disse que cancelaria sua viagem para uma reunião regional em Maputo, capital de Moçambique.

Abril: Mandela aparece frágil em primeira imagem na TV em nove meses

O comunicado de seu gabinete disse que ele "reiterava sua gratidão em nome do governo a todos os sul-africanos que continuavam a apoiar a família de Madiba". Madiba é o nome de clã de Mandela.

O gabinete do presidente também fez um alerta contra as especulações sobre a vida de Mandela, dizendo que os anúncios sobre seu estado de saúde viriam do próprio presidente ou de seu porta-voz.

Algumas reportagens da imprensa informaram que os corpos de três filhos de Mandela serão removidos da sua cidade natal para sua casa em Qunu, onde ele mesmo disse que queria ser enterrado. Entre eles está seu filho Makgatho, que morreu de uma doença decorrente da aids em 2005.

Monumento: África do Sul relembra 50 anos da prisão de Mandela

Mandela passou 27 anos na prisão durante o regime do apartheid e se tornou o primeiro presidente negro da África do Sul após as eleições de 1994. Ele desempenhou um papel importante na difícil transição entre o apartheid e o governo democrático. Após seu mandato na presidência, ele concentrou seu trabalho em causas de caridade, mas se retirou da vida pública há anos.

Ele fez sua última aparição pública em 2010 durante a Copa do Mundo, que foi sediada na África do Sul. Naquela época, ele não falou à multidão.

Com AP e BBC

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.