Ministro da Informação do Sudão afirmou que oleodutos poderão ser reabertos após o prazo de 60 dias

Reuters

O Sudão poderá rever a decisão de fechar o acesso do transporte de petróleo do Sudão do Sul, mas o vizinho terá de parar de apoiar rebeldes, disse o ministro da Informação do Sudão neste domingo (9).

Leia mais:  Presidente do Sudão visita Sudão do Sul pela primeira vez desde divisão

Guerra: Conflito no Sudão cria nova geração de 'meninos perdidos'

Durante conflito: ONU ameaça impor sanções contra Sudão e Sudão do Sul

"Pretendemos fechar os oleodutos no prazo de 60 dias ... mas podemos reverter a decisão", disse Ahmed Belal Osman a jornalistas. "A porta está aberta para o pensamento racional ... mas não vamos permitir que o apoio aos rebeldes".

Sudão disse no sábado (8) que suspenderia as exportações de petróleo do litoral Sul com fechamento de instalações de petróleo do norte, devido a um suposto apoio do Sul aos rebeldes que operam em solo sudanês.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.