Mandela permanece hospitalizado na África do Sul

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Fiéis lotam igrejas no país para rezar por recuperação de ex-presidente e ícone antiapartheid

O ex-presidente sul-africano Nelson Mandela continua hospitalizado em tratamento para uma infecção pulmonar. Não há atualização sobre o quadro do paciente de 94 anos, descrito por comunicado do governo divulgado no sábado (8) como “sério e estável”.

NYT: Disputa por Mandela transforma seu legado em troféu na África do Sul

AP
Homem reza pela recuperação de Nelson Mandela

Leia mais: Mandela é internado em estado grave com infecção pulmonar

O gabinete do presidente Jacob Zuma disse que Mandela foi encaminhado no sábado, às 1h30 (horário local), para um hospital em Pretória após sua condições terem piorado. No comunicado, Zuma desejou também a rápida recuperação do ícone antiapartheid e pediu respeito e privacidade.

Leia também: Mandela aparece frágil em primeira imagem na TV em nove meses

Essa é a quinta vez que Mandela, que liderou a luta contra o regime de segregação racial sul-africano e se tornou o primeiro presidente negro do país em 1994, foi levado às pressas a um hospital em dois anos. A última vez aconteceu em abril, quando foi diagnosticado com pneumonia e ficou internado por dez dias.

Abril de 2013: Mandela recebe alta de hospital após tratar pneumonia

AP
Nelson Mandela aparece na TV com aparência frágil durante sua última internação em abril

Fiéis encheram igrejas em Soweto e Johanesburgo, neste domingo, para rezar pela recuperação de Mandela. O arcebispo Desmond Tutu, amigo do ex-presidente, fez um chamado para que os sul-africanos também rezassem por sua rápida recuperação em suas casas. Centenas de pessoas compareceram à igreja de Regina Mundi, no Soweto, famosa por seu papel na campanha antiapartheid - no local foram velados os corpos de muitos ativistas mortos. O padre Sebastian Rousso disse que Mandela é visto por muitos como um símbolo de reconciliação ao desempenhar um papel fundamental "não só para os sul-africanos, mas para o mundo".

Vídeo: Netas de Mandela são estrelas de reality show

Homenagem: Veja o especial da TV iG sobre Nelson Mandela

Welcome Tempa, um trabalhador da construção civil, disse estar rezando diariamente por Mandela, que se afastou do cenário político anos atrás e vinha recebendo atendimento médico em sua casa em Johanesburgo até ser transferido para o hospital.

Mandela tem um histórico de problemas pulmonares que datam de quando ele contraiu tuberculose quando era prisioneiro político. Ele passou 27 anos preso em Robben Island e em outras prisões por suas tentativas de derrubar o governo de minoria branca. Acredita-se que tenha começado a ter problemas no pulmão quando trabalhava em uma pedreira prisional.

Ele contraiu tuberculose na década de 1980, quando estava detido em Robben Island. Em 1993, recebeu o Prêmio Nobel da Paz por ajudar a acabar com o apartheid e implementar um regime democrático na África do Sul.

*Com AP

Leia tudo sobre: nelson mandelamandelaáfrica do sul

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas