Soldado afegão mata três americanos no oeste do Afeganistão

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Ataques internos de forças afegãs contra coalizão internacional são problema crescente. Em ação separada, granada mata soldado italiano no oeste do país

Três instrutores americanos foram mortos no Afeganistão neste sábado, quando um homem usando uniforme do Exército afegão virou a arma contra eles na Província de Paktika, oeste do país, disse equipe liderada pela Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte). Em ataque separado, a explosão de uma granada deixou um soldado italiano morto no oeste afegão.

Janeiro: Obama e Karzai aceleram transição militar no Afeganistão

Reuters
Pessoas reivindicam em Tbilisi retirada de tropas da Geórgia do Afeganistão. Sete soldados georgianos foram mortos nesta semana no país asiático

Otan: Afeganistão assumirá missões de combate em 2013

Os chamados ataques internos lançados por soldados afegãos contra seus aliados da força da Otan têm se tornado um problema crescente há cerca de um ano ou mais. No ano passado, uma onda de ataques desse tipo levou a Otan a reduzir temporariamente algumas operações conjuntas com as forças do governo afegão.

Os três americanos foram mortos a tiros por um homem depois de uma discussão, disse o porta-voz do governador de Paktika, acrescentando que três outros americanos ficaram feridos. O homem que atirou contra os americanos foi morto a tiros logo depois de abrir fogo, acrescentou.

Cenário: Invasões e conflitos marcam história do Afeganistão

Saiba mais: Entenda por que o Afeganistão é estratégico

"Dois membros americanos da Força Internacional de Assistência à Segurança a serviço dos EUA e um civil americano foram mortos hoje quando um indivíduo vestindo um uniforme ANA virou a arma contra (deles)", disse um comunicado da força da Otan no Afeganistão.

Os ataques internos respondem por uma em cada cinco mortes em combate sofridas pelas forças da Otan no Afeganistão e por 16% de todas as vítimas de combate americanas, de acordo com dados de 2012.

O número tem alarmado os aliados ocidentais do Afeganistão e levanta questões preocupantes sobre a direção da guerra impopular, enquanto forças internacionais se preparam para a retirar até o final do próximo ano.

Corrupção: Presidente afegão confirma entrega de dinheiro pela CIA

Também no sábado, um soldado italiano foi morto e três ficaram feridos quando uma criança atirou uma granada contra um comboio da Otan na Província de Farah, no oeste do país, disse um porta-voz do governador e um porta-voz da milícia islâmica do Taleban.

Com as quatro mortes deste sábado, sobe para 16 o número de soldados de tropas internacionais mortos no Afeganistão este mês. O ataque aconteceu dois dias depois que sete soldados georgianos foram mortos em um atentado suicida com carro-bomba na Província de Helmand.

*Reuters e AP

Leia tudo sobre: afeganistãoataque internoeuaretirada americanaotan

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas