Inundações deixam mortos e forçam retirada de moradores na Europa

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Segundo autoridades, enchentes deixaram 15 mortos em quatro países; há preocupações com fábricas de produtos químicos localizadas em regiões afetadas pelas cheias dos rios

Enchentes que inundaram partes de Praga e que avançam agora para o norte em direção à Alemanha deixaram ao menos 15 mortos e outros quatro desaparecidos, informaram autoridades nesta quarta-feira (5).

Mais de 19 mil residentes foram retirados depois que as inundações afetaram metade da República Checa, segundo informou a porta-voz dos bombeiros Nicole Zaoralova. 

AP
Bombeiros andam de bote em área inundada pelo rio Saale em Halle, no centro da Alemanha

Os mortos incluíam oito moradores da República Checa, quatro da Alemanha, dois da Áustria e um da Eslováquia. 

Zoológico: Equipe remove tigres em meio a inundações na Europa

Cerca de 3 mil moradores tiveram que deixar suas casas em Usti nad Labem, no rio Elbe, próximo à fronteira com a Alemanha, onde o nível da água continuava a se elevar nesta quarta-feira (5). A enchente deixou partes da cidade submersas bem como outras cidades ao longo do rio Elbe, o maior do país.

As inundações também ameaçam fábricas de produtos químicos, incluindo uma que já lançou produtos químicos no rio Elbe durante as intensas inundações de 2002. As fábricas foram fechadas por precaução e os produtos químicos removidos, segundo informaram autoridades.

Assista: Chuvas forçam abertura de comportas e deixam República Checa em emergência

A TV pública checa disse que uma barreira que protege uma fábrica de produtos químicos em Lovosice estava vazando na quarta-feira e não ficou imediatamente claro se o local estava completamente inundado.

O aumento do nível do rio ameaçou grande parte do leste e do sul da Alemanha e centenas de moradores foram retirados de suas casas na cidade de Dresden. Na manhã de quarta-feira, o nível do Elbe era de 8,3 metros em Dresden, um aumento considerável comparado ao seu nível normal de 2 metros.

O centro da cidade alemã de Halle já estava inundado nesta quarta. Em outras áreas também afetadas, soldados e residentes reforçavam os diques com sacos de areia para impedir o rompimento. O nível da água estava ligeiramente mais baixo na cidade bavária de Passau, uma das mais atingidas pelas enchentes.

Com AP

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas