Furacão Bárbara chega ao sul do México

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Tormenta inunda ruas, derruba árvores e deixa dois mortos ao trazer fortes chuvas para região perto de maior refinaria de petróleo do país

Reuters

O furacão Bárbara chegou nesta quarta-feira à costa sul do México, no Pacífico, inundando ruas, derrubando árvores e matando dois homens ao trazer fortes chuvas para a região perto da maior refinaria de petróleo do país.

Leia também: Tempestade Bárbara torna-se furacão perto de maior refinaria do México

AP
Imagem de satélite tirada em 28 de maio mostra formações de nuvens sobre a costa do México

O Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (CNF) disse que o furacão estava 130 quilômetros a leste do porto de Salina Cruz, no Estado de Oaxaca, no sul. Os ventos sopravam com velocidade de até 120 quilômetros por hora.

O sistema se deslocava a norte-nordeste a cerca de 14 quilômetros por hora e deverá começar a perder força na noite desta quarta-feira.

"Estamos vendo ventos muito, muito fortes e chuvas intensas", disse o diretor dos serviços de emergência em Oaxaca, Manuel Maza. Ele afirmou que também havia registros de falta de energia na região.

A estatal petrolífera Pemex afirmou mais cedo nesta quarta-feira que sua maior refinaria, com capacidade para processar 330 mil barris de petróleo por dia, continuava operando normalmente em Salina Cruz.

Agentes de emergência disseram que um americano de 61 anos que estava na praia em Salinas Cruz se afogou durante a tempestade. Um mexicano de 26 anos morreu ao tentar cruzar um rio.

Portos da região que recebem embarcações pequenas foram fechados, e os serviços de emergência de Oaxaca começaram a retirar moradores de áreas vulneráveis, inclusive nos arredores da refinaria.

O CNF emitiu alerta de furacão para o trecho de Puerto Angel a Barra de Tonala, no litoral de Oaxaca, e um alerta de tempestade tropical entre Barra de Tonala e Boca de Pijijiapan, no vizinho Estado de Chiapas.

Os meteorologistas preveem chuvas de 100 a 200 milímetros em partes de Oaxaca e Chiapas e uma ressaca de 1 metro a 1,5 metro acima do nível normal das marés.

Leia tudo sobre: méxicofuracão bárbaratempestade bárbarafuracão

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas