Correspondências enviadas a Bloomberg e a seu grupo de controle de armas foram abertas em Nova York e Washington e abordavam debate sobre porte de armamentos

Reuters

Prefeito de Nova York, Michael Bloomberg (foto de arquivo)
AP
Prefeito de Nova York, Michael Bloomberg (foto de arquivo)

Duas cartas endereçadas ao prefeito da cidade de Nova York, Michael Bloomberg, e a seu grupo de controle de armas continham um material que poderia ser o veneno fatal ricina e tinham conteúdo sobre o controle de armamentos, afirmou a polícia nesta quarta-feira.

A Obama: Preso homem suspeito de envolvimento em envio de cartas com ricina

O Departamento de Polícia de Nova York disse que testes iniciais nas duas cartas, abertas em Nova York e Washington DC, capital americana, indicaram a presença de ricina. Equipes de emergência que entraram em contato com as cartas apresentaram sintomas leves de exposição à ricina, disse a polícia.

O que é? : Ameaça bioterrorista, veneno ricina fez poucas vítimas

Uma das cartas foi aberta no domingo em Washington por Mark Glaze, o diretor do grupo Prefeitos Contra Armas Ilegais, fundado por Bloomberg e que faz lobby para leis de armas mais rígidas. A outra foi interceptada na sexta-feira em um local de postagem em Manhattan.

Ambos continham ameaças contra Bloomberg e mencionavam o debate sobre as armas, informou a polícia em um comunicado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.