Companhia aérea tentou por diversas vezes fazer contato com o piloto da aeronave, sem sucesso; polícia investiga incidente como criminal, e não relacionado ao terrorismo

Dois homens foram presos suspeitos de colocar uma aeronave em perigo após um incidente em um avião que vinha do Paquistão para o Reino Unido, afirmaram autoridades. Com o incidente, o país fica mais uma vez em alerta poucos dias depois de um soldado britânico ter sido morto em uma rua de Londres em um possível ataque terrorista.

Reino Unido: Homem é morto em suposto ataque terrorista ao sul de Londres

Caça da RAF escoltou avião de passageiros paquistanês até o aeroporto de Stansted, Inglaterra
AP
Caça da RAF escoltou avião de passageiros paquistanês até o aeroporto de Stansted, Inglaterra

Heathrow: Avião faz pouso de emergência no aeroporto de Londres

O superintendente da polícia Darrin Tomkins no aeroporto de Stansted, perto de Londres, disse que a polícia britânica trata o incidente com o avião com quase 300 passageiros como criminal, e não relacionado ao terrorismo. "É uma investigação criminal sob comando da polícia de Essex", disse. "O avião permanecerá no local onde está e vai ser submetido à análise pericial por especialistas. Até este momento não foram encontrados itens suspeitos."

Caças foram enviados para desviar o avião da Pakistan International Airlines levando cerca de 300 passageiros para o aeroporto de Stansted, no Reino Unido. O avião, que decolou de Lahore, no Paquistão, estava como rota inicial prevista para Manchester.

Premiê: Reino Unido jamais cederá ao terror, diz Cameron após ataque em Londres

De família cristã: Um dos suspeitos de ataque em Londres se converteu ao Islã

A polícia de Essex disse que dois homens foram presos e retirados do avião, que aterrissou com segurança e ficou em uma pista isolada no aeroporto de Stansted. Segundo a polícia, os dois suspeitos tinham 30 e 41 anos e foram levados para uma delegacia para questionamento. 

Ao final da tarde, os passageiros desembarcaram do avião e foram entrevistados, segundo Mark Davison, porta-voz do aeroporto Stansted. 

O passageiro Nauman Rizvi disse à TV paquistanesa GEO que dois homens que tentaram entrar na cabine durante o voo foram algemados e presos assim que o avião tocou o solo. Rizvi disse que depois que os homens foram levados, os tripulantes falaram aos passageiros que o incidente se tratava de uma ameaça terrorista.

Imagens: Suspeito diz que ataque em Londres vinga morte de muçulmanos

O porta-voz da Pakistan International Airlines Mashood Tajwar disse que a linha aérea não conseguiu fazer contato com o piloto do Voo P709 apesar de várias tentativas. Ele afirmou que 297 passageiros e 11 tripulantes estavam no avião desviado. Tajwar acrescentou que a torre de controle do aeroporto de Manchester recebeu uma chamada sobre uma ameaça a bordo do avião e aconselhou o piloto que desviasse a rota para Stansted.

O incidente aconteceu ao mesmo tempo em que policiais no Reino Unido intensificaram sua patrulha após um suposto ataque terrorista ocorrido ao sul de Londres.

Dois homem com facas de açougueiro mataram um soldado britânico, e imagens de vídeos amadores que surgiram após o ataque mostraram um dos supostos autores do crime criticando o governo britânico e tropas estrangeiras em países muçulmanos.

Os dois suspeitos foram atingidos por tiros da polícia e estão hospitalizados.

Com AP

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.