Colisão de trens em Connecticut deixa dezenas de feridos

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Cerca de 700 passageiros estavam a bordo dos dois trens quando um deles descarrilou, provocando a colisão; ao menos cinco estão em estado grave

Dois trens colidiram na sexta-feira (17) em Bridgeport, Connecticut, deixando 60 feridos, incluindo cinco em estado grave, informou o governador Dannel Malloy.

Cerca de 700 passageiros estavam a bordo dos trens da linha Metro-North, que liga Nova York a Connecticut, quando um deles indo em direção leste da estação de Nova York descarrilou por volta das 18h30 no horário local (19h30 em Brasília).

Leia também: Dezenas ficam feridos em colisão frontal de trens em Viena

AP
Equipes de emergência ajudam passageiros de trens que colidiram em Connecticut (17/5)

Saiba mais: Colisão de trens deixa ao menos 25 mortos na Índia

Leia também: Trem atinge ônibus escolar e mata 49 crianças no Egito

O trem foi atingido por outro que vinha na direção oeste de New Haven em uma linha paralela, informou o porta-voz da Autoridade de Transporte Metropolitano Aaron Donovan. Alguns vagões do segundo trem também descarrilaram em consequência da colisão.

Lola Oliver, 49 anos, de Bridgeport, estava em um dos trens quando a batida a derrubou de seu assento. "Tudo que eu conseguia perceber era que eu estava no ar, batendo contra os assentos, rolando, e finalmente consegui parar em um outro assento. Eu me agarrei ao assento, porque senti que o trem estava desacarrilando", disse. Lola, uma técnica em cardiologia, foi encaminhada ao hospital para tratar de queimaduras e ferimentos leves e logo recebeu alta.

Investigadores na sexta-feira à noite não sabiam o que teria causado o descarrilamento do primeiro trem. Malloy afirmou que não havia razão para acreditar que se tratou de um incidente intencional. "Estamos mais preocupados em relação aos feridos", disse Malloy.

O governador disse que a maioria das vítimas não tinha ferimentos graves. Segundo Malloy, houve graves danos aos vagões dos trens e ao trilho e poderia demorar até segunda-feira para que o serviço fosse restabelecido.

Com AP

Leia tudo sobre: connecticutacidente de tremeuacolisãotrem

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas