Sem deixar intenção explícita, atual presidente afirma 'políticas de governo continuarem após 7 de agosto de 2014', data da posse do novo governo

Reuters

O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, indicou nesta sexta-feira (17) que vai buscar a reeleição no próximo ano para garantir a continuidade de suas políticas, embora não tenha anunciado explicitamente a candidatura.

Proteção: Colômbia treina mulheres para atuar como guardas de elite

Santos: Colômbia diz que não dará trégua militar nem verbal às Farc

Presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, concede entrevista coletiva com José Miguel Insulza
Reuters
Presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, concede entrevista coletiva com José Miguel Insulza

Farc: Política na Colômbia envolve violência, diz holandesa

Violência: Fábrica na Colômbia produz mochila infantil à prova de bala

Santos disse a repórteres que fará um anúncio formal dentro do prazo, até novembro. "Eu quero ver clara e firmemente que as políticas do governo continuarão após 7 de agosto de 2014", disse Santos, referindo-se à data em que o novo governo tomaria posse.

"Quero que a política de paz seja reeleita, quero a política habitacional reeleita, aqueles que reduziram a pobreza - reeleitos."

Perfil: Juan Manuel Santos, o herdeiro de Uribe

Oslo: Declarações evidenciam diferenças entre Colômbia e Farc sobre acordo de paz

Santos também anunciou que o ministro da Habitação, Germán Vargas Lleras, que liderou um programa para dar 100 mil casas aos pobres, renunciou ao cargo e vai administrar uma fundação que ajudou Santos a vencer a eleição presidencial de 2010.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.