Após trocarem socos, brasileiros são presos dentro de avião nos EUA

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Houve comemoração quando homens foram presos após 'UFC aeronáutico'; briga começou depois que jovens incomodaram uma passageira, também brasileira, que passava mal

Agência Estado

Quatro brasileiros foram algemados e presos pela polícia americana dentro de um Boeing 777-200, na pista do aeroporto de Miami, na madrugada de terça-feira (7). Os homens protagonizaram uma briga com socos e golpes dentro do voo 995, que fazia o trajeto Miami-São Paulo.

Leia também: Dois brasileiros são presos acusados de estupro nos EUA

Saiba todas as notícias sobre brasileiros no exterior

O avião decolou de Miami com destino a São Paulo às 23h50 de segunda-feira (6) e, quando sobrevoava a ilha de Alice Town, nas Bahamas, foi obrigado a retornar para socorrer uma passageira, também brasileira, que passava mal. A mulher estava desacordada, com inchaço em um lado do rosto. Quando a aeronave estava no solo, entraram paramédicos, bombeiros e policiais para prestar atendimento à mulher.

Nesse momento, dois jovens com idades entre 20 e 25 anos reclinaram seus assentos e acabaram acertando a cabeça da passageira que estava no banco de trás, deitada no colo do marido. O homem não gostou e se levantou para tirar satisfação. Começou então uma gritaria dentro do avião. Um terceiro rapaz, que estava sentado numa poltrona mais à frente, saiu correndo pelo corredor e deu um soco no rosto do homem. Chorando, a mulher dele pediu que o rapaz parasse, mas os outros também se levantaram para bater nele.

Grito de 'bomba': JetBlue suspende capitão que causou confusão em voo

Um deles gritava: "Você está morto! Você está morto!". O rapaz que havia saído da poltrona mais à frente deu uma gravata no homem e eles caíram no chão. Os policiais chegaram, seguraram os quatro homens e os algemaram. O homem que desferiu o primeiro soco gritava: "O que eu fiz? O que eu fiz?". Os passageiros aplaudiram quando eles foram levados para fora da aeronave. As famílias dos envolvidos também saíram, levando seus pertences.

Passageiros das poltronas próximas à confusão tiveram de descrever o fato para os comissários de bordo e os agentes da polícia que apuravam as responsabilidades. Segundo comissários da American Airlines, os quatro homens foram levados à cadeia e poderão ser enquadrados na lei federal que trata de segurança aeronáutica.

Leia também: Aeromoça surta e provoca pânico em avião nos EUA

"Pai não ensina, a vida ensina", comentou um passageiro. "Eram mal-educados, já chegaram falando alto", resmungou uma mulher. "Eles estão acostumados a dar um jeitinho, sair sem pagar. Aqui não vai rolar isso não, estamos nos Estados Unidos", festejou outra mulher. Passageiros de outros setores passaram a ir até o fundo para conhecer o que chamavam de "cenário do UFC aeronáutico". "Foi aqui que teve a briga?", indagou um senhor.

A tripulação informou que a mulher que havia sido atendida emergencialmente no avião no início da noite, que fora internada em um hospital em Miami, já estava melhor. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Leia tudo sobre: brasileiros no exterioreuavoobrasil

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas