Morre aos 94 anos Giulio Andreotti, ex-premiê da Itália

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Sete vezes primeiro-ministro, Andreotti foi um dos principais integrantes do antigo Partido Democracia Cristã que dominou a cena política do país após a Segunda Guerra Mundial

Giulio Andreotti, sete vezes primeiro-ministro da Itália e uma das mais proeminentes figuras do pós-guerra no país, morreu aos 94 anos de idade, disseram familiares nesta segunda-feira (6).

Andreotti, um dos principais membros do extinto partido Democracia Cristã (DC) que dominou a política italiana por quase 50 anos após a Segunda Guerra Mundial (1939-1945), foi membro do Parlamento em todos os mandatos desde 1945. Ele foi nomeado senador vitalício em 1991.

AP
Ex-premiê Giulio Andreotti participa de coletiva de imprensa (8/12/2001)


Andreotti, com sua corcunda característica e discreta ironia, foi uma figura emblemática que polarizou a opinião pública italiana desde que entrou no governo, aos 28 anos, até quando foi acusado de assassinato e de envolvimento com a máfia ao final da década de 1990.

Sua condenação a 24 anos de prisão pelo crime foi anulada após recurso. Entretanto, em 2004, o Superior Tribunal de apelações da Itália apoiou um veredicto de que ele tinha "consciente e deliberadamente cultivado uma relação estável", com chefes da máfia até 1980.

Mas ele não foi formalmente condenado porque o crime havia prescrevido. Ele continuou em seu cargo de senador até seus últimos anos e era conhecido por possuir profundos laços com o Vaticano.

Leia tudo sobre: itáliamorteóbitoandreottidemocracia cristãmáfia

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas