Bomba mata cinco soldados americanos no sul do Afeganistão

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Até agora neste ano, 47 membros da coalizão militar internacional morreram no Afeganistão - incluindo 32 americanos

Reuters

Cinco soldados americanos morreram neste sábado na explosão de uma bomba na Província de Kandahar, no sul do Afeganistão, disseram autoridades americanas em uma das semanas mais letais às forças internacionais de segurança neste ano.

Janeiro: Obama e Karzai aceleram transição militar no Afeganistão

AP
Equipe da Força Aérea dos EUA carrega caixão com corpo de militar morto no Afeganistão. Só neste ano, 32 soldados americanos morreram no país (30/04)

Otan: Afeganistão assumirá missões de combate em 2013

O ataque salientou os perigos enfrentados pela Força Internacional de Assistência para a Segurança, liderada pela Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), mesmo em um momento no qual grande parte das operações está sendo transferida para os afegãos antes da retirada das tropas estrangeiras, marcada para o próximo ano.

No total, 19 norte-americanos foram mortos nesta semana em três acidentes aéreos e na explosão deste sábado. Três soldados britânicos também morreram na terça, quando uma bomba explodiu na beira de uma estrada na Província de Helmand. Até agora neste ano, 47 membros da coalizão militar morreram no Afeganistão - incluindo 32 americanos.

NYT: CIA entregou milhões de dólares a gabinete presidencial afegão

Karzai: Presidente afegão confirma entrega de dinheiro pela CIA

A força da Otan informou em seu website que os cinco soldados foram mortos por um explosivo improvisado no sul do Afeganistão. Um porta-voz das forças americanas na região e uma autoridade do Pentágono afirmaram que os cinco mortos eram militares do país.

Autoridades de Kandahar afirmaram que o veículo dos soldados foi atacado por um dispositivo improvisado no distrito de Maiwand, que faz fronteira com a Província de Helmand a oeste e é considerado um dos mais perigosos de Kandahar.

No mês passado, nove afegãos que trabalhavam para uma organização de escavação de minas foram sequestrados por combatentes da milícia islâmica do Taleban na região, embora tenham sido posteriormente soltos.

Leia tudo sobre: afeganistãoeuatalebanotanretirada americana

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas