Suspeitos de ataque em Boston planejavam atentado para 4 de julho

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Segundo fonte policial, irmãos Tsarnaev queriam explodir as bombas no dia da independência dos EUA; corpo de Tamerlan foi reivindicado e funeral deverá ser muçulmano

Os dois irmãos suspeitos de realizar o ataque à Maratona de Boston tinham planejado originalmente detonar as bombas em 4 de julho, dia da independência dos EUA, informou uma autoridade de segurança dos EUA.

A fonte afirmou que os suspeitos, Tamerlan e Dzhokhar Tsarnaev, decidiram atacar antes, porque completaram a construção de suas bombas mais rápido que o esperado. A autoridade não quis ser identificada e não divulgou mais detalhes.

Leia mais: Mais três suspeitos são detidos por envolvimento em ataque a Boston

Governo: Obama anuncia revisão de inteligência sobre ataque em Boston

AP
Tamerlan Tsarnaev (esq.) e Dzhokhar Tsarnaev (dir.) são os suspeitos do ataque à Maratona de Boston

Ataque em Boston: Veja cronologia dos principais acontecimentos

Segundo a polícia, os irmãos detonaram duas bombas feitas com panelas de pressão no ataque de 15 de abril à Maratona de Boston, que deixou três mortos e 264 feridos.

Um ataque em Boston durante as celebrações de 4 de julho teria uma dose de simbolismo extra por se tratar do dia da independência. A notícia do suposto plano de ataque no 4 de julho foi anteriormente relatada pelo jornal The New York Times.

Inteligência dos EUA na berlinda:
Legisladores verificam se houve falha de inteligência em ataque em Boston
Suspeito morto de ataque em Boston não estava em lista de vigilância terrorista
Suspeito de ataque em Boston estava em banco de dados da CIA há 18 meses

Tamerlan Tsarnaev, de 26 anos, foi morto em um tiroteio com a polícia em Watertown, Estado de Massachusetts, em 19 de abril. Seu irmão foi ferido e capturado mais tarde naquele dia. A família dos irmãos reivindicou o corpo de Tamerlan Tsarnaev na quinta-feira. Seu corpo foi mantido em uma instalação de Boston por mais de uma semana.

Terrel Harris, porta-voz do instituto médico legista de Massachusetts, disse que uma empresa de serviços funerais tinha reivindicado o corpo em nome da família. Peter Stefan, proprietário de uma funerária, confirmou nesta sexta que é o responsável pelos preparativos do funeral de Tamerlan, mas não poderia dizer se estava em posse do corpo. A cerimônia será muçulmana.

Dzhokhar Tsarnaev: Suspeito de ataque em Boston é transferido para prisão

Tamerlan: Suspeito de ataque em Boston foi influenciado por radical misterioso

Stefan afirmou que todo mundo merece um funeral digno não importa as circunstâncias de sua morte e que estava preparado para protestos. Ele disse que os preparativos ainda não estavam prontos.

Dzhokhar Tsarnaev, de 19 anos, foi indiciado crimes em conexão com o ataque que podem levar à pena de morte e está atualmente em um centro médico prisional em Devens, Massachusetts. Na terça, a viúva de Tamerlan Tsarnaev, Katherine Russell, disse através de um advogado que desejava que o corpo do suspeito fosse liberado para a família Tsarnaev.

NYT: Universo virtual de suspeitos de ataque em Boston é esmiuçado link a link

Terra natal dos suspeitos: Cáucaso russo é terreno fértil para o terrorismo

Os investigadores questionaram Katherine enquanto procuram pistas sobre como os irmãos do Cáucaso russo supostamente construíram as duas bombas utilizadas no ataque e se eles tiveram ajuda.

Os pais dos suspeitos anteriormente viviam em Cambridge, Massachusetts, mas já retornaram para a Rússia. Outros parentes permanecem nos Estados Unidos, incluindo um tio, Ruslan Tsarni, de Montgomery Village, Maryland, que tem sido visto em Rhode Island nos últimos dias.

Com Reuters e AP

Leia tudo sobre: tsarnaevataque em bostonbostoneuamaratona de boston4 de julho

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas