Mandela aparece frágil em primeira imagem na TV em nove meses

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Ícone da luta antiapartheid aparece com olhar fixo e rosto com pouca expressão durante visita do presidente sul-africano e de outras autoridades transmitida pela emissora estatal

Reuters

O herói antiapartheid Nelson Mandela fez sua primeira aparição na televisão em quase um ano nesta segunda-feira, parecendo magro e frágil em sua casa de Johanesburgo, onde se recupera após uma pneumonia.

Início do mês: Mandela recebe alta de hospital após tratar pneumonia

AP
Reprodução de vídeo mostra ícone da luta antiapartheid Nelson Madela durante visita de autoridades à sua casa após três semanas de sua alta de hospital

Vídeo: Netas de Mandela são estrelas de reality show

O líder veterano foi mostrado com olhar fixo e um rosto demonstrando pouca expressão nas imagens de uma visita do presidente sul-africano, Jacob Zuma, e outras autoridades divulgadas pela emissora estatal SABC.

Aos 94 anos, o ex-presidente sul-africano apresenta boa saúde e está animado, disse o Congresso Nacional Africano (CNA), partido governante da África do Sul, no primeiro relato atualizado sobre o estado de saúde dele desde que recebeu alta do hospital no início de abril.

A filmagem mostrou Mandela sentado perto de Zuma com um travesseiro atrás da cabeça e as pernas apoiadas em um cobertor.

Homenagem: África do Sul inaugura monumento nos 50 anos da prisão de Mandela

"Depois de receber um relatório da equipe médica, as autoridades nacionais estão convencidas de que o presidente Mandela está bem de saúde e recebe o melhor cuidado médico", disse o CNA.

Zuma e os outros líderes encontraram "Mandela em boa forma e de bom humor", acrescentou o grupo em um comunicado.

Mandela passou mais de uma semana internado no hospital para tratar uma pneumonia, o terceiro problema em quatro meses.

Saiba mais: Veja o especial da TV iG sobre Nelson Mandela

O Prêmio Nobel da Paz deixou o cargo de presidente em 1999, mas ainda é reverenciado pelos sul-africanos e no exterior por liderar a longa campanha contra o apartheid e, em seguida, defender a reconciliação racial.

Os problemas pulmonares de Mandela são da época em que foi preso político, quando contraiu tuberculose. Ele passou 27 anos em Robben Island e em outras prisões por tentar derrubar o governo de minoria branca.

As emissoras de televisão mostraram também fotos de Mandela sorrindo durante uma visita de Hillary Clinton à sua casa de campo em agosto. A última filmagem em que Mandela aparecia era em sua festa de aniversário, em julho.

Leia tudo sobre: mandelaáfrica do sulapartheidpneumonia

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas