Pai de suspeito de atentado em Boston desiste de retornar aos EUA

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Anzor Tsarnaev acredita que não conseguiria obter permissão para ver seu filho Dzohkhar

Reuters

Reuters
Anzor Tsarnaev, pai de Tamerlan e Dzhokhar Tsarnaev, afirma que não viajará para os EUA

O pai dos suspeitos de ataque a Maratona de Boston abandonou seus planos de viajar aos Estados Unidos para enterrar um filho e ajudar na defesa de outro, disse ele à Reuters no domingo (28)em uma entrevista no sul da Rússia.

Anzor Tsarnaev disse que acreditava que ele não teria permissão para ver seu filho sobrevivente Dzohkhar, que foi capturado e acusado pela ligação com o atentado de bomba em 15 de abril que matou 3 pessoas e feriu 264.

"Eu não voltarei aos Estados Unidos. Por enquanto eu estou aqui. Eu estou doente", disse Tsarnaev. Ele concordou com uma entrevista presencial sob a condição de que sua localização no Cáucaso do Norte, uma série de províncias de maioria muçulmana no sul da Rússia, não fosse divulgado.

Leia também: Suspeito de ataque em Boston é transferido para prisão

"Infelizmente eu não posso ajudar o meu filho de forma alguma. Eu estou em contato com Dzhokhar e tenho meus advogados. Eles me disseram que me iriam deixar saber (o que fazer)", disse ele.

Plano: Suspeitos de ataque em Boston planejavam atacar a Times Square 

Tsarnaev disse na província de Daguestão, no Cáucaso do Norte, na quinta-feira (25), que planejava viajar para os EUA para ver Dzkhokhar e enterrar seu filho mais velho, Tamerlan, que foi baleado e morto pela polícia em um tiroteio quatro dias após o atentado.


Leia tudo sobre: ataque em bostonbostonanzor tsarnaev

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas