Segundo a polícia, dois suspeitos não são cidadãos canadenses e recebiam apoio de 'elementos da Al-Qaeda no Irã', mas não há evidência de apoio do Estado iraniano na trama

A polícia canadense acusou nesta segunda-feira duas pessoas de conspirar para lançar um ataque "inspirado na Al-Qaeda" contra um trem de passageiros na Grande Toronto, no Canadá. Em uma coletiva, as autoridades disseram que os suspeitos Chiheb Esseghaier, 30, e Raed Jaser, 35, foram presos em Montreal e Toronto nesta segunda.

Há uma semana: Explosões na Maratona de Boston deixam ao menos três mortos nos EUA

Autoridades de várias agências policiais participam de coletiva sobre plano de ataque em Toronto, Canadá
AP
Autoridades de várias agências policiais participam de coletiva sobre plano de ataque em Toronto, Canadá

Dzhokhar Tsarnaev:  Suspeito por ataque em Boston é indiciado em corte civil

Segundo a polícia, os dois suspeitos não são cidadãos canadenses e recebiam apoio de "elementos da Al-Qaeda no Irã", mas não há evidência de apoio do Estado iraniano na trama.

A polícia disse também que o ataque estava em "estágio de planejamento", mas não era "iminente" e seria contra um trem de passageiros na região de Toronto.

"Enquanto a RCMP (polícia real montada) acreditava que esses indivíduos tinham a intenção de realizar tais atos criminosos, não havia nenhuma ameaça iminente ao público em geral, aos funcionários ferroviários, aos passageiros de trem ou à infraestrutura", disse a polícia em um comunicado.

A polícia revelou que o plano era descarrilar o trem, mas afirmou que não dará detalhes sobre o destino da composição. De acordo com a polícia, os suspeitos tinham como objetivo uma rota específica e não um trem específico.

*Com Reuters e BBC

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.