EUA prendem suspeito de ataque em Boston

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Suspeito que havia sobrevivido à perseguição policial iniciada na noite de quinta se escondeu em barco no quintal de uma casa. Ferido, ele foi retirado do local em ambulância

A polícia de Boston e agentes federais prenderam nesta sexta-feira o suspeito pelo ataque de Boston que estava foragido após uma perseguição policial iniciada às 22h30 de quinta-feira (23h30 em Brasília) que praticamente paralisou a cidade e deixou seu irmão e cúmplice morto. O suspeito Dzhokhar A. Tsarnaev, 19, estava ferido quando foi escoltado por policiais após sua prisão e foi retirado do local em uma ambulância. Segundo a polícia, ele está em uma hospital em situação grave.

Via Twitter, a polícia comemorou a prisão: "CAPTURADO!!! A caça acabou. A busca terminou. O terror chegou ao fim. E a justiça venceu. Suspeito sob custódia." O prefeito de Boston twitou: "O pegamos."

Ataque em Boston: Veja cronologia dos principais acontecimentos

Dzhokhar A. Tsarnaev: Polícia cerca possível suspeito de ataque em Boston

AP
Reprodução de vídeo mostra Dzhokhar Tsarnaev, suspeito por ataque em Maratona de Boston, em ambulância depois de ser capturado em barco

Polícia: Suspeito de ataque em Boston fugiu a pé de local de perseguição

Tamerlan Tsarnaev: 'Suspeito número 1' de ataque em Boston é morto

Em pronunciamento, o presidente dos EUA, Barack Obama, indicou que a prisão representa a conclusão de uma etapa do caso: "(A captura) fecha um importante capítulo na tragédia", disse na Casa Branca. Para o líder americano, há ainda muitas questões para responder sobre o ataque, incluindo se os dois homens tiveram ajuda de outros. Obama também afirmou que os EUA estão em dívida com as forças policiais do país e elogiou o trabalho em equipe que possibilitou a prisão do suspeito.

Segundo fontes policiais, Dzhokhar se escondeu dentro de um barco no quintal de uma casa na rua Franklin, em bairro de Watertown, subúrbio de Boston, Massachusetts - a denúncia teria partido do próprio morador. De acordo com a mídia americana, a polícia usou granadas de ruídos e fumaça para desorientá-lo e distraí-lo. O cerco ao suspeito, que durou quase duas horas, começou após um vizinho avisar a polícia que tinha visto sangue no barco e avistado o suspeito também coberto de sangue, segundo a CNN.

Uma multidão que havia se juntado no local enquanto acontecia a atividade policial começou a comemorar quando viu oficiais se aproximarem batendo palmas. "Todos querem ele vivo", disse Kathleen Paolillo, uma professora de 27 anos que vive na área.

Perfil: Suspeitos do ataque em Boston são da região do Cáucaso russo

Saiba mais: Cáucaso russo é terreno fértil para o terrorismo

AP
Policial sorri e outro faz sinal de positivo após prisão de suspeito por ataque em Boston

Em coletiva prévia à informação sobre os disparos, o chefe da polícia do Estado de Massachusetts, Timothy Alben, afirmou que Dzhokhar fugiu a pé após abandonar um veículo no local de uma perseguição em que o primeiro suspeito, seu irmão Tamerlan Tsarnaev, 26, foi morto em uma troca de tiros.

De acordo com a polícia, que afirmou que 20 ruas em Watertown foram vasculhadas durante as buscas, não há informação de que ele tenha conseguido outro carro após a fuga. De etnia chechena, os dois irmãos viviam na região do Daguestão, no Cáucaso russo, antes de se mudar para os EUA, onde estavam há ao menos dez anos.

Sem querer: Maratonista em Boston fotografou suspeito no dia do ataque

Em panela de pressão: Bomba de ataque em Boston pretendia mutilar vítimas

Residentes na rua Franklin descreveram caos do lado de fora de suas casas no início do cerco policial. "Há muitos disparos. Estou muito assustada", disse uma moradora ao telefone. Louise Harrison Lepera, outra residente local, descreveu ter visto policiais correrem para a esquina. "Ouvimos tiros. Há policiais com coletes à prova de balas e uma ambulância, com pessoas carregando uma maca", relatou.

'Armado': Pai de suspeitos de ataque em Boston defende inocência de filhos

Antes mesmo da prisão, o governador de Massachusetts, Deval Patrick, anunciou o levantamento da ordem para que as pessoas ficassem em casa, afirmando que a população "pode voltar a suas vidas". O governador também anunciou a reabertura do sistema de metrô de Boston.

AP
Tamerlan Tsarnaev (esq.) e Dzhokhar Tsarnaev (dir.) são os suspeitos do ataque à Maratona de Boston

A caça pelos irmãos suspeitos começou após a morte na noite de quinta de um policial no campus do MIT (Massachusetts Institute of Technology), em Cambridge, por ferimentos a bala. Ainda em Cambridge, eles sequestraram um carro e, segundo uma fonte policial ouvida pela CNN, disseram ao motorista que eram os responsáveis pelo ataque em Boston ao tomá-lo como refém.

Vítimas do ataque em Boston:
Menino de 8 anos morto em ataque em Boston 'era cheio de vida e amava correr'
Polícia identifica mulher de 29 anos como segunda vítima de ataque em Boston
Estudante chinesa é identificada como terceira vítima de ataque em Boston

Segundo as autoridades, os suspeitos dispararam e lançaram explosivos contra os policiais durante a perseguição. Na troca de tiros, oficiais atingiram Tamerlan, que foi declarado morto no hospital. Segundo um investigador, ele usava explosivos e tinha um detonador em mãos no momento de sua morte.

Depois que ele foi atingido pelo disparo, há relatos de que seu irmão Dzhokhar o atropelou quando tentava fugir com o carro e depois abandonou o veículo, fugindo a pé.

Feitas em panelas de pressão, as duas bombas usadas perto da linha de chegada da Maratona de Boston deixou três mortos - um menino de 8 anos, uma mulher de 29 anos e uma estudante chinesa - e quase 180 feridos.

Veja galeria de imagens de caça a suspeitos:

Policial sorri e outro faz sinal de positivo após prisão de suspeito por ataque em Boston. Foto: APImagens cedidas pela CBS mostram momento em que Dzhokhar Tsarnaev sai do barco. Foto: Reprodução/BBCMulheres comemoram depois de prisão de suspeito por ataque em Boston. Foto: APCom rosto abatido, presidente dos EUA, Barack Obama, faz pronunciamento após prisão de suspeito que estava foragido em Boston. Foto: APPolícia observa enquanto ambulância deixa rua Franklin no fim da caçada por Dzhokhar Tsarnaev, suspeito de ataque em Boston. Foto: ReutersReprodução de vídeo mostra Dzhokhar Tsarnaev, suspeito por ataque em Maratona de Boston, em ambulância depois de ser capturado em barco. Foto: APPolicial monta guarda em local de busca de suspeito por ataque a Maratona de Boston
. Foto: APPoliciais buscam suspeito por ataque a Maratona de Boston em  Watertown, Massachusetts. Foto: APSuspeito de ataque foi cercado no quintal de uma casa na Rua Franklin, em Watertown, e se escondeu dentro de um barco. Foto: Reprodução/Google MapsPoliciais são vistos durante cerco a suspeito por ataque em Boston. Foto: APMoradores de Watertown acompanham cerco da polícia à distância. Foto: APEquipe da Swat marcha em bairro enquanto fazem buscas por suspeito de ataque em Boston em Watertown, Massachusetts. Foto: APPoliciais da SWAT vasculham casas em Watertown, em Massachusetts, em busca de suspeito de atentato em Boston. Foto: ReutersMulher observa pela janela movimentação de policiais em busca de suspeitos no subúrbio de Watertown. Foto: ReutersMoradores de Watertown acompanham da janela ação de policiais. Foto: APPolícia caça segundo suspeito de ataque na Maratona de Boston, na última segunda-feira. Foto: ReutersPolicial toma posição em caçada a suspeito de atentato . Foto: ReutersRuas foram interditadas, escolas fechadas e sistema de transporte público suspenso nesta sexta-feira. Foto: ReutersTécnicos em bombas inspecionam ruas em Watertown. Foto: ReutersPoliciais caçam segundo suspeito em Watertown, Massachusetts. Foto: APPoliciais param carros em busca de suspeito de atentados. Foto: APFuncionário fecha porta de estação de trem após recomendação da polícia. Foto: APPolicial corre com a arma na mão em busca de suspeito em Watertown. Foto: AP

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas