Menino de 8 anos morto em ataque em Boston 'era cheio de vida e amava correr'

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Mãe e irmã de Martin Richard, um dos três mortos nas explosões que atingiram a maratona, estão gravemente feridas. 'Quem o conhecia o amava', diz vizinha

Amigos e vizinhos devastados estavam de luto nesta terça-feira (16) pelo menino que foi morto durante o ataque na Maratona de Boston e se lembravam dele como um garoto de oito anos cheio de vida que amava correr e escalar. Martin Richard foi uma das três vítimas fatais das duas explosões da segunda-feira, segundo o congressista Stephen Lynch, amigo da família há 25 anos.

Reprodução/Facebook
Martin Richard, 8 anos, foi um dos três mortos no ataque em Boston, nos EUA

O caso: Explosões na Maratona de Boston deixam ao menos três mortos nos EUA

Obama sobre Boston: 'Quando bombas são usadas contra civis, é terrorismo'

A mãe do menino, Denise, e a irmã de seis anos, Jane, ficaram gravemente feridas. Seu irmão, Henry, e o pai, Bill, que também estavam assistindo à corrida, não sofreram nenhum dano ou machucado.

Leia mais: FBI descarta novas ameaças em Boston e promete investigar 'até fim do mundo'

Eles tinham ido buscar sorvete, quando retornaram à área próxima à linha de chegada. O vizinho Jack Cunningham disse que o pai de Martin era um corredor, mas por causa de um machucado, não correu a maratona. "Eles estavam olhando a multidão enquanto os corredores tentavam identificar alguns de seus amigos quando a bomba explodiu", disse Lynch.

Hagel: Ataque em Boston é 'cruel ato de terror', diz secretário da Defesa dos EUA

Obama sobre Boston: 'Quando bombas são usadas contra civis, é terrorismo'

Na manhã desta terça, velas foram acesas na varanda da casa da família, e a palavra "paz" foi escrita com giz na calçada em frente. Um capacete de bicicleta para crianças estava jogado no gramado em frente à casa. "Que presente. Quem o conhecia o amava", disse a amiga Judy Tuttle, que falou sobre os vários dias em que se sentou na mesa da sala de jantar para tomar chá com Denise, enquanto Martin fazia sua lição de casa.

"Ele tinha aquele sorriso que valia um milhão de dólares e você nunca sabia o que ele ia falar ou fazer. Denise é a mãe mais espetacular que uma pessoa pode conhecer e Bill um pilar para a comunidade. Não existe ninguém melhor do que essas pessoas."

Vídeo: Câmera flagra momento de explosões na Maratona de Boston; assista

A vizinha Betty Delorey, 80 anos, disse que Martin amava subir nas árvores do bairro e costumava pular o muro de sua casa. "Eu consigo apenas me lembrar da sua mãe o chamando: 'Martin!' se ele fazia algo errado", disse. "Era uma criança muito vivaz."

Betty tinha uma foto que mostrava Martin fantasiado de Woody, personagem da série Toy Story, da Pixar, vestindo um chapéu de caubói, calças jeans e um distintivo de xerife. Sua irmã, Jane, está à sua direita, vestida como a amiga de Woody, Jesse. O irmão mais velho, Henry, aparece à esquerda fantasiado de Harry Potter.

Tensão: Cidades americanas e Londres aumentam segurança após explosões em Boston

AP
Meninas colocam flores na varanda da casa de Martin Richard, vítima do ataque de Boston

Cenário: 'Explosões deixaram vários amputados', diz corredor da Maratona de Boston

"Estou com dores no estômago", disse. "É difícil dizer alguma coisa de verdade."

O pai das crianças, Bill, é o diretor do grupo comunitário local, e um ávido corredor e ciclista. Denise Richard trabalha como bibliotecária na escola do bairro, onde Martin e Jane estudavam.

Uma porta-voz da escola informou que conselheiros foram disponibilizados nesta terça-feirapara funcionários e alunos. "Estamos devastados", disse Bodi Luse. "A comunidade toda está devastada."

Leia tudo sobre: ataque em bostonbostoneuamaratona de bostonmaratona

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas