Unasul também apela para que resultado obtido nas urnas seja respeitado depois que Capriles anunciou que não reconheceria eleição, exigindo recontagem de votos

Agência Brasil

Líderes latinos parabenizaram entre a noite de domingo e esta segunda-feira Nicolás Maduro , eleito presidente da Venezuela em eleição acirrada .

Cristina Kirchner, da Argentina; Evo Morales, da Bolívia; Raúl Castro, de Cuba e Rafael Correa, do Equador enviaram mensagens de apoio, enquanto a União de Nações Sul-Americanas (Unasul) apelou para que o resultado obtido nas urnas seja respeitado. Este apelo ocorre, porque o candidato da oposição, Henrique Capriles , anunciou que não reconheceu o resultado eleitoral e exigiu a recontagem dos votos.

Leia mais: Em votação apertada, Nicolás Maduro é eleito novo presidente da Venezuela

Oposição:  Capriles não reconhece resultado e pede recontagem de votos na Venezuela

Nicolás Maduro e sua mulher Cilia Flores comemoram a vitória nas urnas
AP
Nicolás Maduro e sua mulher Cilia Flores comemoram a vitória nas urnas

Segundo a missão de observadores da Unasul, os resultados das eleições devem ser respeitados, assim como o Conselho Nacional Eleitoral (CNE), que conduziu o processo na Venezuela. De acordo com Carlos Álvarez, líder da missão de observadores, as reclamação, e os questionamentos devem seguir um processo jurídico legal.

De acordo com o CNE, os “resultados eleitorais são irreversíveis”. Os dados indicam que Maduro obteve 50,66% dos votos e Capriles 49,07%. Apesar do apelo de Capriles pela recontagem dos votos, vários presidentes latino-americanos enviaram mensagens de felicitações a Maduro.

Leia também: 'Não haverá pacto com a burguesia', diz Maduro em dia de eleição

Cristina Kirchner enviou mensagem pela rede social Twitter: “Felicitações a todo o povo da Venezuela pela exemplar jornada cívica”, disse a presidenta argentina. Morales também enviou mensagem: “Quero parabenizar o povo venezuelano por sua demonstração cívica e democrática durante a jornada eleitoral, mesmo que região da América seja diferente e distinta, essa vitória é uma vitória da América Latina”, disse.

Exclusivo: Capriles equilibra elogios a Chávez com ataques a sucessor do chavismo

Perfil: Nicolás Maduro, de ex-motorista de ônibus a herdeiro de Chávez

Veja também: Brasil é cortejado por chavistas e opositores na Venezuela

Rafael Correa também elogiou o processo eleitoral na Venezuela. “Do alto da região amazônica, minhas felicitações a Nicolás Maduro, ao povo venezuelano e à Revolução Bolivariana. Viva a Pátria Grande”, disse ele, que faz uma viagem a cinco países da Europa e das Américas.

Raúl Castro classificou a vitória de Maduro de “transcedental”. Em comunicado, ele disse que foi a vitória da Revolução Bolivariana. “( O que ) demonstra a fortaleza das ideias e da obra do comandante Hugo Chávez”, disse. Para ele, a “decisiva vitória” assegura a “continuidade da Revolução Bolivariana e da genuína integração da nossa América.”

O vice-presidente de El Salvador, Salvador Sánchez Cerén, também enviou mensagens a Maduro. “Felicito o presidente Nicolás Maduro e o povo venezuelano por essa nova vitória da democracia para a América Latina”, ressaltou.

Com Agência Brasil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.