Fidel vai quase às lágrimas ao ouvir canção sobre Chávez

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Ex-líder cubano participou de inauguração de escola televisionada pela TV estatal e se emocionou com música que faz tributo a presidente venezuelano morto no mês passado

Reuters

O ex-presidente cubano Fidel Castro parecia abatido e foi quase às lágrimas ao ouvir uma canção sobre o líder socialista venezuelano Hugo Chávez, que morreu há um mês, conforme mostrou o noticiário desta quinta-feira (11) da TV estatal de Cuba.

Leia também: Com morte de Chávez, Cuba dá adeus a forte e generoso aliado

AP
Foto divulgada pelo jornal cubano Granma mostra Fidel Castro e Hugo Chávez de mãos dadas enquanto líder cubano se recuperava de cirurgia em agosto de 2006

Análise: Para bem ou mal, Chávez alterou a identidade da Venezuela

A reportagem especial, com nove minutos de duração, revelou pela primeira vez o impacto que a  morte de Chávez, vitimado por um câncer em março, aos 58 anos, teve sobre o veterano Fidel, de 86 anos. Chávez sempre reverenciou o revolucionário cubano como sendo um mentor e um pai político.

Luto regional: Morte de Chávez deixa vazio na esquerda da América Latina

Na quarta-feira, Fidel, que deixou formalmente o poder em 2008, participou da inauguração de uma escola, em um dos seus cada vez mais raros eventos públicos. Ele levou as mãos aos olhos, com os lábios trêmulos, e pareceu lutar contra as lágrimas ao escutar a música "O Retorno de Um Amigo", que ele disse ter sido composta e gravada por vários músicos como tributo a Chávez.

"Ninguém acha que ele se foi, ele foi por um momento à missa. Ele vai voltar com Sandino, o Che, Martí e Bolívar", diz a música, referindo-se a revolucionários caros à esquerda latino-americana: o nicaraguense Augusto Sandino, o argentino Ernesto "Che" Guevara, o cubano José Martí e o venezuelano Simón Bolívar.

Citações: Veja as principais frases de Hugo Chávez

iG: Capriles equilibra elogios a Chávez com ataques a sucessor do chavismo

A reportagem entremeou longas imagens de Fidel em plano próximo e vídeos em que ele aparecia com Chávez. "Realmente, a canção é bonita", disse, com voz rouca, a uma classe cheia de alunos, funcionários da escola e autoridades. Alguns presentes choraram.

Durante seus 14 anos como presidente da Venezuela, Chávez contribuiu decisivamente com a economia cubana, fornecendo dinheiro e petróleo em quantidades que ajudaram a ilha comunista a superar a crise provocada pelo fim da União Soviética, em 1991.

Em um texto publicado em 11 de março na imprensa estatal, Fidel já havia dito que a morte de Chávez havia "nos golpeado profundamente". 

Leia tudo sobre: cubavenezuelachávezcâncer de chávezfidel

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas