África do Sul enviará tropas ao Congo em missão da ONU

Por Reuters |

compartilhe

Tamanho do texto

Conselho de Segurança aprovou intervenção em conflito que desabrigou 500 mil pessoas

Reuters

A África do Sul irá enviar tropas para a República Democrática do Congo, parte de uma missão das Nações Unidas para neutralizar os grupos armados em conflito no leste do país, afirmou um porta-voz militar sul-africano neste domingo. A decisão vem em um momento em que a África do Sul se confronta com o seu pior revés militar desde o fim do apartheid, em 1994. Treze de seus soldados morreram no mês passado em um tiroteio contra rebeldes na vizinha República Centro-Africana.

Leia também: Líderes africanos assinam acordo de paz do Congo

"A mobilização de tropas para a República Democrática do Congo não tem nada a ver com a República Centro-Africana. Nem o incidene na República Centro-Africana influencia a decisão de enviar as tropas para o Congo. São dois assuntos diferentes", disse o brigadeiro general Xolani Mabanga à Reuters.

O tamanho e o tempo da mobilização das tropas vai depender dos termos estabelecidos pelas Nações Unidas, acrescentou ele. O Conselho de Segurança aprovou por unanimidade no fim de março uma resolução estabelecendo a chamada brigada de intervenção, como parte das forças da ONU no Congo, conhecidas como Monusco.

Esta é a primeira vez que as Nações Unidas criam uma unidade como essa dentro de uma força de paz tradicional. O exército do Congo luta contra rebeldes em um conflito que arrastou a parte leste do Congo de volta a uma guerra e desabrigou mais de meio milhão de pessoas.

Leia tudo sobre: AFRICACONGOafrica do sul

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas