Desabamento de prédio na Índia deixa mais de 40 mortos

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Prédio residencial construíam ilegalmente no subúrbio de Mumbai desabou enquanto trabalhadores erguiam o oitavo andar; entre os mortos estão 12 crianças

Um prédio residencial construído ilegalmente em terreno florestal em Mumbai, na Índia, desabou na noite de quinta-feira deixando ao menos 45 mortos e cerca de 50 feridos, informaram autoridades do país nesta sexta-feira (5). Segundo a polícia, entre os mortos estão 12 crianças.

Equipes de resgate com marretas, serras e macacos hidráulicos lutavam contra os destroços do edifício de oito andares nesta sexta em busca de possíveis sobreviventes. Seis tratores foram enviados ao local. "Há a posibilidade de pessoas estarem presas dentro dos escombros neste momento", disse o policial K.P. Raghuvanshi.

Leia também: Desabamento de prédio mata ao menos 65 na Índia

AP
Equipes de resgate cercam destroços de prédio que desabou no subúrbio de Mumbai, Índia

Saiba mais: Incêndio em fábrica de fogos de artifício mata dezenas na Índia

No momento do desabamento, entre 100 e 150 pessoas estavam dentro do edifício. Muitos eram residentes ou pedreiros, que moravam no local em que trabalhavam, informou Sandeep Malvi, porta-voz do governo de Thane.

Mais de 20 continuavam desaparecidos na tarde de sexta-feira e três andares do prédio ainda precisavam ser vistoriados, disse R.S. Rajesh, autoridade da Força Nacional de Resposta a Desastres que estava no local. "Os três andares estão imprensados... então é muito difícil para nós", disse.

Um hospital nas redondezas tratou dos feridos, muitos com machucados na cabeça, fraturas e ferimentos na coluna. Autoridades do hospital tentavam procurar em vão por parentes de um bebê de 10 meses que foi resgatado.

Ao menos quatro andares do prédio estavam finalizados e completamente ocupados. Trabaladores haviam terminado outros três andares e estavam construindo o oitavo quando houve o desabamento, disse o inspetor da polícia Digamber Jangale.

As razões para o desabamento não foram esclarecidas, mas Raghuvanshi disse que sua estruturação era fraca. Policiais procuram os construtores para prendê-los. "O inquérito está em curso. Estamos todos ocupados com a operação de resgate; nossa prioridade é resgatar o maior número possível de vítimas", disse.

Policiais com cães farejadores faziam buscas no prédio. Equipes de resgate e vizinhos remexiam os destroços tentando alcançar possíveis sobreviventes. Até o momento, segundo Raghuvanshi, 15 pessoas foram resgatadas dos escombros.

O desabamento de prédios é comum na Índia, pois os construtores tentam cortar custos usando materiais de péssima qualidade e erguem estruturas com muitos andares sem supervisão adequada. A grande demanda por habitação nos subúrbios das cidades indianas e a corrupção permitem que construtores acrescentem andares não autoridades ou ergam prédios ilegais.

O bairro em que o prédio desabou possui mais de 2 mil construções ilegais, informou Malvi, porta-voz da cidade. "Advertências foram enviadas várias vezes para tais construções ilegais, e as vezes, 10 advertências são enviadas para o mesmo prédio", disse.

Com AP

Leia tudo sobre: índiamumbaidesabamentomorteconstrução

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas