Sobe para 55 número de mortos por enchentes na Argentina

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Total inclui 49 mortos em La Plata, a cidade mais atingida, e seis na capital Buenos Aires; chuvas torrenciais também deixaram 20 desaparecidos

O governador da Província de Buenos Aires, Daniel Scioli, disse nesta quinta-feira que subiu para 49 o número de mortos na capital provincial de La Plata, onde chuvas torrenciais inundaram bairros inteiros, arrastando carros e enchendo casas de água até o teto.

La Plata e Buenos Aires: Chuvas torrenciais deixam dezenas de mortos na Argentina

AP
Natalia Miseli chora do lado de fora de centro esportivo onde a Cruz Vermelha se estabeleceu para ajudar os desalojados pelas inundações em La Plata, Argentina

Vídeo: Argentina resgata ilhados pelas chuvas em Buenos Aires e La Plata

Somando as seis vítimas na capital Buenos Aires na terça, o número de mortos em La Plata elevou para 55 o total de mortos na Argentina pelas chuvas, que também deixaram mais de 20 desaparecidos. Cães farejadores ajudam nas buscas.

As equipes de emergência vêm trabalhando para tentar resgatar os moradores que ficaram ilhados em Buenos Aires e La Plata. Milhares já foram retirados de suas casas e levadas para abrigos, onde esperam as águas recuarem. O governo declarou três dias de luto nacional e disse que a enchente é uma catástrofe sem precedentes.

A presidente Cristina Kirchner visitou La Plata e conversou com os moradores. Segundo ela, as principais queixas são em relação à perda de móveis e eletrodomésticos e à falta de segurança.

Algumas lojas foram saqueadas, mas as autoridades disseram que centenas de policiais e soldados ajudaram a guardar bairros durante a madrugada para evitar mais crimes enquanto boa parte da área urbana de quase 1 milhão de habitantes continuava sem energia.

As prioridades das autoridades incluem evitar uma emergência de saúde pública por causa da falta de água potável e de eletricidade, juntamente com alimentos estragados e esgoto disseminado. Scioli disse nesta quinta que quatro hospitais móveis foram ativados, e abrigos estão doando água e vestimentas.

AP
Pessoas são vistas no teto de sua casa para escapar de enchente que deixou taxi submerso em La Plata, na Província de Buenos Aires, Argentina (03/04)

No Vaticano, o papa Francisco pediu que as instituições públicas e da igreja em seu país natal aumentem a assistência aos dezenas de milhares que ficaram desabrigados pelas chuvas. Francisco enviou um telegrama para seu sucessor recentemente nomeado, o arcebispo de Buenos Aires Mario Poli, dizendo que rezava pelos mortos, suas famílias e sobreviventes da tragédia.

O pontífice disse que "encoraja as instituições civis e eclesiásticas, assim como as pessoas de boa vontade, a oferecer no espírito da caridade e da solidariedade cristã a ajuda necessária àqueles que perderam suas casas e pertences pessoais."

*Com AP e BBC

Leia tudo sobre: argentinabuenos airesla platainundaçãoenchente

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas