Chuvas torrenciais deixam dezenas de mortos na Argentina

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Enchentes durante a madrugada matam ao menos 35 em La Plata, capital da Província de Buenos Aires, um dia depois de deixarem ao menos seis mortos na capital argentina

Enchentes durante a madrugada deixaram ao menos 35 mortos na Província de Buenos Aires, disse o governador nesta quarta-feira, elevando para ao menos 41 o total de mortos por dias de chuvas torrenciais e deixando várias partes da capital provincial debaixo d'água.

2012: Acidente de trem deixa 50 mortos e centenas de feridos na Argentina 

AP
Homem empurra sua bicicleta em rua inundada em La Plata, na Província de Buenos Aires, Argentina

2011: Ônibus e dois trens colidem na capital da Argentina

De acordo com o governador Daniel Scioli, muitos se afogaram depois de tentar se abrigar em seus carros em Tolosa, uma área na capital provincial de La Plata. Segundo ele, os corpos "foram infelizmente aparecendo conforme a água baixava".

As fortes chuvas - entre 300 e 400 milímitros em cerca de duas horas - atingiram La Plata causando amplas inundações e falhas elétricas um dia após deixarem ao menos seis mortos na capital do país, Buenos Aires.

"É um desastre climático único na história da cidade de La Plata", disse o ministro da Justiça e Segurança do distrito, Ricardo Casal.

Leia também: Jovem argentina se casa com o assassino da irmã gêmea

Carros ficaram submersos até o teto, e a água da chuva atingiu até a altura da janela de muitas casas em La Plata, localizada a cerca de 60 km ao sul de Buenos Aires. As pessoas deixaram seus bairros com água na altura do peito, e a polícia e os vizinhos se uniram no uso de barcos de borracha a motor para levar famílias e animais de estimação para áreas mais altas.

Dezenas tiveram de ficar por horas sobre os telhados de suas casas à espera do resgate, conforme a água arrastava todos os veículos em seu caminho. Ao menos 2,5 mil tiveram de ser retirados de suas casas na área de La Plata.

AP
Pessoas são vistas no teto de sua casa para escapar de enchente que deixou taxi submerso em La Plata, na Província de Buenos Aires, Argentina

"A tarefa mais difícil foi à noite, quando a água atingiu níveis muito elevados na madrugada e não havia possibilidade de sobrevoar ou oferecer auxílio aéreo", explicou Casal.

As chuvas também inundaram a maior refinaria do país, desatando um incêndio que levou horas para ser extinto. Como resultado, a refinaria de La Plata suspendeu suas operações, e a companhia de petróleo argentina YPF disse que uma equipe de emergência avalia como fazê-la retomar as atividades.

Segundo o ministro de Planejamento National argentino, Julio de Vido, cerca de 280 mil continuam sem energia na cidade e na Província de Buenos Aires, onde a maioria dos argentinos moram. As enchentes ameaçam estragar estoques de comida na área metropolitana de La Plata, que tem quase 1 milhão de habitantes.

*Com AP e Reuters

Leia tudo sobre: inundaçãoenchenteargentinabuenos airesla plata

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas