Cresce também o comércio de itens relacionados à sua figura, como camisetas, bonés, bonecos e até grampos de cabelo, cuecas e calcinhas

AP

O negócio de Eudis Carrillo está prosperando mais que nunca. Claro, ele está com o coração partido com a morte de seu herói Hugo Chávez , mas também tem pouco tempo a perder com lamentações: chapéus e camisetas do falecido presidente venezuelano estão saindo das prateleiras de sua loja quase não lhe dando tempo para a reposição.

Maduro: Forças Armadas podem representar desafio para herdeiro de Chávez

Próxima votação: Eleições serão realizadas em 14 de abril na Venezuela

Mulher mostra tatuagem do presidente Hugo Chávez em Caracas, Venezuela
AP
Mulher mostra tatuagem do presidente Hugo Chávez em Caracas, Venezuela

Análise: Para bem ou mal, Chávez alterou a identidade da Venezuela

Luto regional: Morte de Chávez deixa vazio na esquerda da América Latina

E o mesmo vem acontecendo em relação a demandas por tatuagens e brincos com a imagem de Chávez, canecas e bonecos. Pode-se até comprar cuecas e calcinhas com a imagem de Chávez, parte de um culto de personalidade que começou quando ele ainda era vivo, mas aumentou exponencialmente desde que ele sucumbiu ao câncer .

"É realmente uma pena que o presidente tenha morrido, mas meu negócio está prosperando mais do que nunca", disse Carrillo, 42 anos, que está vendendo cinco vezes mais mercadoria do que quando Chávez estava vivo. "Não é que eu goste de ganhar dinheiro com a morte de alguém como o presidente, mas o que posso fazer? As pessoas querem estes itens."

Analistas disseram que testemunhamos a criação de um mito - e uma indústria. "Chávez morreu em perfeitas condições para ser mitificado e comercializado", disse Luis Vicente León, presidente da empresa de pesquisa Datanalisis, que previu que a indústria de Chávez deve crescer cada vez mais. "Ele era jovem, morreu no poder e foi recentemente reeleito . É como aconteceu com James Dean ou Marilyn Monroe."

Citações: Veja as principais frases de Hugo Chávez

Leon disse que, mesmo quando estava vivo, Chávez abraçava a sua marca, ao contrário de figuras históricas como o revolucionário argentino Ernesto "Che" Guevara, que se tornou um fenômeno de marketing após sua morte - e contrário aos seus ideais anti-capitalistas.

"O presidente Chávez era um estimulador de seu próprio culto a personalidade", disse Leon. "Ele com certeza apoiaria tudo isso que está acontecendo."

No entanto, outros duvidavam que Chávez teria qualquer apelo global já que sua morte por câncer não foi vista como heróica e não coincidiu com um movimento internacional.

Luto: Corpo de Chávez é velado na Academia Militar em meio a silêncio sobre eleições

Veja o especial do iG sobre Cuba

"Eu não acredito que iremos testemunhar crianças na China vestindo camisetas de Chávez. Eu tampouco creio que poderemos testemunhar imagens de Chávez pintadas nas paredes de Chiapas da mesma maneira que as de Che", disse Trisha Ziff , cineasta e curadora que produziu um documentário e exposição sobre a iconografia de Che. "Será que a próxima geração olhará para Chávez como as anteriores fizeram com Che? Eu acho que não."

Ainda assim, no estúdio Soul Tattoo e Body Piercing em Sabana Grande, Caracas, os pedidos de tatuagens de Chávez aumentaram desde sua morte, disse Juan Pablo González, 27, gerente da loja. "Já havíamos feito algumas tatuagens com a imagem de Chávez, mas, francamente, não era tão popular. Hoje temos muitos pedidos."

Procissão: Venezuela homenageia Chávez com cortejo fúnebre até Academia Militar

González disse que quatro das 16 tatuagens solicitadas nos três dias desde a reabertura do estúdio após a morte de Chávez foram cópias da assinatura do presidente. Elas custaram 600 bolívares (cerca de US$ 100 na taxa de câmbio oficial, US$ 27 em taxas do mercado negro).

Por quatro vezes mais você pode fazer uma tatuagem do rosto de Chávez em seu braço ou nas costas. González disse que várias pessoas haviam perguntado sobre o retrato recentemente, mas desistiram devido ao preço.

Na congestionada Praça Bolívar de Caracas, um ponto de encontro favorito para muitos venezuelanos, encontra-se praticamente qualquer coisa com a imagem de Chávez - de fotos da família a grampos de cabelo.

Obituário: Morre aos 58 anos Hugo Chávez, presidente da Venezuela

Outros itens incluem bonecos infláveis de Chávez em traje militar verde que funcionam como um João Bobo. Eles possuem a frase: "INTUMBABLE", que significa “inderrubável”.

Outro boneco, feito na China, apresenta Chávez em uma boina vermelha. Pedro Frailan está vendendo 60 deles por dia, em comparação aos 10 que vendeu antes da morte de Chávez. Se você apertar um botão na parte de trás do boneco, ele fala um dos discursos pelo qual Chávez ficou conhecido.

Há também as pinturas a óleo de Chávez com sua boina vermelha, que Felix Rodriguez iria vender por 400 bolívares se ele tivesse alguma em estoque.

Ele disse que estava orgulhoso de uma grande pintura que ele estava terminando que não estava à venda: Uma representação de Chávez sendo levantado para o céu pelos pobres do país, cercado por Che e Jesus Cristo. "Eu estou fazendo isso por amor", disse Rodriguez, que pretende exibi-la em sua barraca na calçada.

Cronologia 1: Chávez e sua luta contra o câncer

Cronologia 2: Veja os principais momentos da trajetória política de Hugo Chávez

O governo também pendurou banners para Chávez em praticamente todas as ruas, com uma proclamação bíblica: "De suas mãos, surgiu a chuva da vida."

Juan Villegas, 27, apoiador de Chávez, que vem ganhando a vida vendendo fotos coloridas brilhantes de Chávez nos últimos dois anos, disse que as comparações religiosas são válidas. "Ele é um pai para todos nós", disse ele. "Ele é a nossa luz."

Outros não foram tão longe assim, mas estavam felizes em poder lucrar com a situação. "Nós não temos nenhuma inclinação política aqui no estúdio", disse Gonzalez, o gerente do estúdio de tatuagem."Lenin. Bush. Kadafi. Chávez. Nós podemos tatuar o que o cliente quiser. Basta ter o dinheiro."

Por Paul Haven

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.