Após dois dias de conclave, fiéis na Praça de São Pedro comemoram anúncio do sucessor de Bento 16: o cardeal argentino Jorge Bergoglio, papa Francisco

Diante de fiéis ansiosos na Praça de São Pedro, a chaminé da Capela Sistina emitiu fumaça branca às 19h07 desta quarta-feira (15h07 em Brasília) - indicativo de que a Igreja Católica elegeu um novo papa.

Os 115 cardeais estavam isolados desde terça-feira (12) no interior da capela e realizaram até cinco votações para atingir um consenso. Além da fumaça branca, os badalos de sinos ecoaram no Vaticano para que não restassem dúvidas de que o novo papa já havia sido escolhido. Uma hora depois, a identidade do novo pontífice foi revelada pelo protodiácono Jean Tauran: cardeal Jorge Bergolgio, da Argentina, que adotou o nome de Francisco .

Perfil: Saiba quem é o cardeal Jorge Bergoglio, o papa Francisco

Habemus papam: Argentino Bergoglio é eleito papa e adota nome de Francisco 

Fumaça branca sai da chaminé da Capela Sistina indicando que Igreja Católica tem novo papa
AP
Fumaça branca sai da chaminé da Capela Sistina indicando que Igreja Católica tem novo papa

Quarta de manhã: Fumaça preta indica que Igreja segue sem papa

Terça-feira:  Primeira votação de conclave termina sem eleição de novo papa

A chaminé da Praça de São Pedro serve como um indicativo para os fiéis - se a fumaça sai preta, significa que os cardeais não escolheram um novo papa. Mas, se sai branca, quer dizer que o novo papa foi eleito. O pontífice escolhido atingiu uma maioria de dois terços (no mínimo, 77 votos).

Os cardeais votaram duas vezes na manhã desta quarta na Capela Sistina e mais duas à tarde, após a primeira votação inconclusiva na terça  no conclave para eleger o sucessor de Bento 16 , que surpreendeu os católicos do mundo no mês passado ao se tornar o primeiro papa em 600 anos a renunciar .

Scherer vs. Scola : Antes da fumaça, disputa fica entre romanos e reformistas

Veladamente: Mesmo sem campanha oficial para o papado, bebês ganharam beijinhos

O conclave teve a data marcada depois que Bento 16 deixou oficialmente o cargo no mês passado. Esse fato quase inédito provocou tumulto na Igreja e expôs a divisão profunda entre os cardeais - aqueles que queriam um papa que purifique a burocracia disfuncional do Vaticano e aqueles que preferiam um pastor que possa inspirar os católicos em um tempo de crescente secularização.

Multidão comemora a eleição do 266º papa da Igreja Católica na Praça de São Pedro, Vaticano
AP
Multidão comemora a eleição do 266º papa da Igreja Católica na Praça de São Pedro, Vaticano

Antes de seguirem para a Capela Sistina nesta quarta, os cardeais participaram de uma missa pela manhã na Capela Paulina, no Palácio Apostólico do Vaticano.

Início: Cardeais reúnem-se na Capela Sistina para eleger o próximo papa

Antes do conclave: Cardeal decano pede 'unidade' em missa

Esse conclave teve a mesma duração do anterior, de 2005, que tomou dois dias e três rodadas de votação para eleger Joseph Ratzinger como novo papa. Acreditava-se que, devido ao caráter inusitado deste conclave, a escolha do pontífice levaria mais tempo, o que acabou não se confirmando.

O burburinho girava em torno do cardeal Angelo Scola , italiano tido como favorito entre aqueles que pretendem modificar a poderosa burocracia do Vaticano, o o cardeal brasileiro Odilo Scherer , favorito pelos burocratas internos do Vaticano que querem preservar seu status quo. A escolha do cardeal Bergoglio foi uma surpresa para todos que apostavam nestes nomes ou no do canadense Marc Ouellet, que chefia a Congregação para os Bispos, e o cardeal americano Timothy Dolan.

Entenda o processo: Saiba como funcionou o conclave

Veja imagens da eleição do novo papa:

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.