Saiba como funciona o conclave para escolha do novo papa

Por Bruna Carvalho - iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Infográfico mostra etapas da votação que começa nesta terça para escolher novo pontífice da Igreja Católica

Na Capela Sistina, os 115 cardeais "cardeais eleitores" (com menos de 80 anos) iniciam nesta terça-feira o conclave para a escolha de um papa para suceder a Bento 16, que deixou o cargo oficialmente em 28 de fevereiro, marcando a primeira renúncia em quase 600 anos de um pontífice.

Conclave: Cardeais procuram 'papa Rambo 1º': deve ter charme magnético e determinação

Perspectiva: Futuro papa terá de 'purificar' Igreja Católica antes de adotar agenda positiva

Pelas regra canônica anterior, o conclave deveria começar com um mínimo de 15 dias após a morte ou renúncia de um papa. Mas Bento 16 alterou a lei por meio de um decreto e ofereceu aos cardeais a possibilidade de antecipação, o que permitiu o início da eleição nesta terça.

A data do início do conclave é importante porque a Semana Santa começa em 24 de março, com o domingo de Páscoa em 31 de março. Com o objetivo de ter um novo papa para o período litúrgico mais solene da igreja, ele teria de ser nomeado até o domingo do dia 17 - um calendário apertado se o conclave fosse começar, como inicialmente previsto, no dia 15.

Cenário: Conservadorismo de Bento 16 e João Paulo 2º deve ser mantido por futuro papa

Artigo: Para cardeais, conclave é evento místico

Os conclaves estão entre as eleições mais misteriosas do mundo, sem candidatos declarados, sem campanha eleitoral explícita, e com eleitores que muitas vezes conhecem poucos dos seus colegas. Todos eles juram manter segredo sobre os detalhes da votação. Entre os favoritos, estão o cardeal italiano Angelo Scola e o cardeal brasileiro Odilo Scherer.

Veja no infográfico as etapas para a escolha do novo papa:

*Com agências internacionais

Leia tudo sobre: conclaverenúncia do papavaticanoigreja católica

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas